Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

Judoca Leandro Guilheiro conquista 1ª medalha para o Brasil

16 Ago 2004 - 10h46
O judoca Leandro Guilheiro, caçula da equipe brasileira, com 21 anos, venceu nesta segunda-feira Victor Bivol, da Moldávia, e conquistou o bronze na categoria leve (até 73 kg), a primeira medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos de Atenas.

Com o resultado, o Brasil manteve a tradição no judô olímpico. O esporte é o terceiro que mais rendeu medalhas ao país na história dos Jogos (dois ouros, três pratas e seis bronzes). Desde Los Angeles-84 os brasileiros sempre voltam para casa com pelo menos uma medalha.

Nos dois primeiros dias de disputa, no entanto, os quatro judocas brasileiros que foram ao tatame fracassaram na capital grega.

Diante de Victor Bivol, Guilheiro tomou a iniciativa da luta e contou com a falta de combatividade do rival. O judoca da Moldávia recebeu três punições, equivalentes a um wazari (pontuação média). Com mais um wazari por golpe, o brasileiro venceu o combate.

O judoca brasileiro estreou nesta segunda vencendo suas três primeiras lutas, contra o espanhol Kiyoshi Uematsu, o haitiano Ernest Laraque e o polonês Krzysztof Wilkomirski. Nas quartas-de-final, no entanto, perdeu para o francês Daniel Fernandes, vice-campeão mundial, por wazari, e acabou indo para a repescagem.

Na repescagem, o brasileiro venceu o isralense Yoel Razvozov na primeira luta e passou por David Kevkhishvili, da Geórgia, na segunda, credenciando-se para a disputa do bronze.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul