Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 31 de maio de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Jucems corrige em 4,3% serviços prestados no Estado

3 Abr 2007 - 14h03

Foram corrigidos em 4,3% os valores dos serviços prestados às pessoas físicas e jurídicas pela Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul). Segundo o órgão, os serviços não sofriam reajustes desde julho de 2005 e foram corrigidos com base no IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado) da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

A partir do dia 10 de abril, serviços como registro público de empresas, certidões, registro de escritura de emissão de debêntures e informações cadastrais passam a ter novo valor.

A tabela com os novos valores está disponível no Diário Oficial do Estado, que pode ser acessado através do endereço eletrônico www.imprensaoficial.ms.gov.br , na página 11.

De acordo com o diretor-presidente da Jucems, Vagner Bertoli, a correção foi aprovada pelo governador André Puccinelli (PMDB). Conforme publicado no Diário Oficial de hoje, a correção foi necessária porque foi constatada redução gradativa da auto-suficiência financeira da instituição.

 

 

Com assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO EMERGENCIAL
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial, veja como
BONITO - MS - RESERVAS ANTECIPADAS
Em Bonito (MS), mergulho com cilindro no Rio Formoso, reserva antecipada até 50% de desconto, VEJA
600TÃO NA CONTA
Aniversariantes de janeiro podem transferir e sacar 2ª parcela dos R$ 600 neste sábado
FRIO, AR SECO E COVID-19
Frio, ar seco e covid-19, 'vassourinhas' do sistema respiratório ficam preguiçosas com o frio
ESCALADA DE ENTERROS
Brasil aproxima de 26 mil mortes por covid 19
ESTUPRO
Homem é preso em flagrante tentando estuprar mulher desacordada
AUXILIO EMERGENCIAL
A 2ª parcela do auxílio de R$ 600 foi cancelada? Saiba como resolver o problema
CORONAVIRUS NO BRASIL
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes
MORTES CONTINUAM
Brasil é o 2º país no mundo com infectados com o coronavirus
FRAUDE
URGENTE! 160 mil possíveis FRAUDES no auxílio emergencial de R$600