Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 8 de agosto de 2022
SADER_FULL
Busca
Brasil

Jovem enfrenta a polícia, leva tiro no tórax e acaba morrendo

21 Set 2010 - 08h08Por Campo Grande News

O jovem João Elias da Silva, 20 anos, foi morto por volta das 20h30 de ontem, após levar um tiro na região do tórax, disparado por policiais militares do 1º BPM (Batalhão da Polícia Militar), de Campo Grande. Em companhia de Everton Otávio de Souza, 18 anos, o rapaz havia praticado dois assaltos durante noite.

Próximo ao Aeroporto Internacional de Campo Grande, a dupla assaltou um homem e levou R$ 300 em dinheiro e um celular. Instantes depois, na avenida Júlio de Castilho, um outro homem foi alvo dos dois rapazes, que roubaram outro aparelho celular e dinheiro.

Como uma viatura da PM passava perto do Terminal Júlio de Castilho e acabou sendo comunicada a respeito dos dois assaltos, os policiais se depararam com João e Everton na rua Tordesilhas, bairro Santo Antônio. Os bandidos estavam em uma bicicleta e armados com um revólver de calibre 38.

João confrontou a polícia e reagiu à abordagem, sendo baleado no tórax. Já Everton se rendeu e foi preso.

Encaminhado à Santa Casa, João morreu no Centro Cirúrgico. Everton foi levado à Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento Comunitário) e deve ficar preso no local.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias