Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 20 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Jovem alcoolizado, sem CNH acaba preso por direção perigosa em Caarapó

14 Jan 2010 - 07h49Por Caarapoense.com

Edvan Santos Corrêa (18), morador da cidade de Juti-MS, foi preso por uma equipe da Polícia Militar, por volta das 21h30 de ontem (13/01/10), por dirigir sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação), embriaguez ao volante e direção perigosa.

Segundo o boletim de ocorrência, Edvan conduzia o veículo Saveiro, de cor prata, placas HTF - 9582 de Juti e se chocou em uma motocicleta que estava estacionada na Avenida Dom Pedro II, na Vila Planalto e em seguida fugiu do local.


Após ter sido acionada pelo motorista da motocicleta, a Guarnição da PM localizou o automóvel próximo ao cruzamento com a Rua Tiradentes. Edvan desobedeceu à ordem de parada, jogou o veículo contra os policiais e fugiu novamente.


O motorista foi alcançado na Av. XV de Novembro, na região central. No interior do veículo foi encontrado garrafas de bebidas alcoólicas. Edvan submeteu-se ao teste de alcoolemia e foi constatado a presença de 0,98 mg/L de álcool no sangue.


O veículo pertence a uma fazenda do município de Juti, onde trabalha o irmão de Edvan, que pegou o automóvel sem a sua autorização. Ele foi autuado em flagrante e encaminhado a Delegacia de Polícia Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões