Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
sexta, 16 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Jornalista diz que Fenaj confunde ''alhos com bugalhos''

13 Ago 2004 - 15h02
O jornalista Milton Coelho da Graça, membro do conselho deliberativo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), disse que a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) está confundindo "alhos com bugalhos" ao se aliar ao governo federal na elaboração do texto que cria o Conselho Federal de Jornalismo (CFJ).
   
   Ele disse que a Fenaj tem de lutar pelos direitos dos jornalistas, das questões salariais e mercado de trabalho. Salientou que a defesa da liberdade de impresa é uma questão que transcende a Fenaj, e é um tema que interessa a toda sociedade.
   
   Para o jornalista Aziz Filho, diretor do Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro, debates como o promovido hoje pela Rádio Nacional do Rio ajudam a separar "alhos de bugalhos". Ele ressaltou que o CFJ, a exemplo do que existe em outras categorias, defende a sociedade do que ele classificou de "chantagens e pilantragens" de algumas órgãos de imprensa, e representa uma proteção à sociedade.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO
Orgia em casa alugada pelo AIRBNB é flagrada por câmeras e reclamação de locatária viraliza
VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19