Menu
SADER_FULL
domingo, 31 de maio de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Jerson diz que Enersul insiste com tarifaço de 21,7%

2 Abr 2007 - 16h19

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), afirmou há pouco, ao deixar reunião entre o governo do Estado e a diretoria da Enersul, que a concessionária sinalizou que não irá ceder quanto ao pleito de reajustar em 21,7% a tarifa de energia elétrica em Mato Grosso do Sul.

Segundo Jerson, por enquanto os representantes da Enersul estão apenas apresentando uma planilha de custos para justificar o aumento requerido de 21,7%. Na tentativa de acelerar a solução do impasse, os deputados Jerson Domingo e Paulo Corrêa (PR) viajam na tarde de hoje a Brasília (DF) para tentar marcar uma audiência ainda nesta segunda-feira com a diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para impedir o reajuste sugerido pela Enersul.

Os deputados vão a Brasília tentar antecipar a negociação que seria feita na audiência de amanhã que já está marcada desde a semana passada. Jerson revelou que, ao contrário da intenção do governo do Estado, a Aneel já sinalizou que o reajuste zero “é impossível”. “Nem 10% dá pra aceitar, muito menos 21,7%. Esse percentual é impraticável e pode causar um colapso social”, destacou Jerson.

O presidente do legislativo estadual afirmou que a auditoria feita pela Aneel está prevista para acontecer, mas ainda não começou. O deputado Jerson Domingos disse ainda que o governador André Puccinelli (PMDB) não irá até a reunião de amanhã com a diretoria da Aneel e enviará apenas um representante do Executivo Estadual.

Nesta reunião de terça-feira, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) define durante a 11ª reunião pública, o índice de reajuste da tarifa de energia para os 74 municípios de Mato Grosso do Sul, atendidos pela Enersul, que solicitou aumento de 21,72%, para vigorar a partir do próximo dia 8. A reunião ocorre a partir das 9 horas (Horário de MS), na sala de reunião da diretoria da Aneel, em Brasília

Estão previstos para participar da reunião na sede da Aneel, os deputados Jerson Domingos, Paulo Corrêa, o gerente de projetos de energia do governo do Estado, Ademar Manchester, e um diretor da Enersul. O presidente da Assembléia revelou, que dependendo da decisão tomada amanhã sobre o reajuste, irá reunir todos os deputados da Casa para tomar uma atitude obre o assunto e a instauração de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) não está descartada.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO EMERGENCIAL
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial, veja como
BONITO - MS - RESERVAS ANTECIPADAS
Em Bonito (MS), mergulho com cilindro no Rio Formoso, reserva antecipada até 50% de desconto, VEJA
600TÃO NA CONTA
Aniversariantes de janeiro podem transferir e sacar 2ª parcela dos R$ 600 neste sábado
FRIO, AR SECO E COVID-19
Frio, ar seco e covid-19, 'vassourinhas' do sistema respiratório ficam preguiçosas com o frio
ESCALADA DE ENTERROS
Brasil aproxima de 26 mil mortes por covid 19
ESTUPRO
Homem é preso em flagrante tentando estuprar mulher desacordada
AUXILIO EMERGENCIAL
A 2ª parcela do auxílio de R$ 600 foi cancelada? Saiba como resolver o problema
CORONAVIRUS NO BRASIL
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes
MORTES CONTINUAM
Brasil é o 2º país no mundo com infectados com o coronavirus
FRAUDE
URGENTE! 160 mil possíveis FRAUDES no auxílio emergencial de R$600