Menu
SADER_FULL
quinta, 21 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Jackson põe fim à supremacia de 40 anos dos Sarney

30 Out 2006 - 06h09
"É o fim de uma noite que durava quarenta anos". A declaração, nas palavras de partidários do governador eleito do Maranhão Jackson Lago (PDT), simboliza a vitória dele neste domingo sobre Roseana Sarney (PFL) para o governo do Estado, que tem alguns dos piores indicadores sociais do Brasil.

Na única virada entre as 10 eleições estaduais de segundo turno, o médico pedetista de 72 anos venceu a senadora e filha do ex-presidente José Sarney (PMDB-PA) com 51,82 por cento dos votos válidos, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, após 99,99% da apuração concluída. Roseana ficou com 48,18%.

Lago foi três vezes prefeito de São Luís e é adversário da tradicional família desde os anos 1960.

"O quadro é o mesmo no Maranhão e na Bahia. Caíram os dois últimos bastiões do coronelismo político", disse Lago a jornalistas na sede da sua produtora de comunicação, referindo-se à derrota dos grupos de Sarney e do ex-governador baiano Antonio Carlos Magalhães.

O candidato da "Frente de Libertação do Maranhão" - composta inicialmente por PDT-PPS-PAN e que depois recebeu adesões de membros do PT, PSDB e partidos menores -, Lago teve como cabos eleitorais o desgaste do grupo de Sarney e as divergências do atual governador José Reinaldo Tavares com o ex-presidente, seu antigo aliado.

"Essa vitória é resultado de luta. Mas há consciência de que o mais difícil começa agora", afirmou. Os três senadores do Maranhão - Roseana, João Alberto (PMDB) e o recém-eleito Epitácio Cafeteira (PTB) - fazem parte do grupo de Sarney.

Apesar disso, Lago previu tranqüilidade nas relações com Brasília e, em especial, com o presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que declarou apoio à pefelista. "Apoiei Lula várias vezes e ele também me apoiou", afirmou.

A derrota de Roseana, depois de ter vencido o primeiro turno com 47% dos votos válidos contra 34% de Jackson, significa a queda do último bastião das longas dinastias políticas no Nordeste.

Lago sucede no cargo uma lista de governadores levados ao Palácio dos Leões por José Sarney: o atual governador José Reinaldo Tavares, Edison Lobão, Roseana Sarney, Epitácio Cafeteira, Luiz Rocha, João Castelo e o próprio Sarney, que inaugurou o longo domínio em 1965.

Naquela época, Sarney - então deputado federal pela União Democrática Nacional (UDN) - derrotou o chamado vitorinismo, a oligarquia de Vitorino Freire que foi hegemônica no Estado por 20 anos.

Jackson Lago nasceu em Pedreiras, interior do Maranhão, e formou-se em Medicina. Ele também foi professor na Faculdade de Medicina do Maranhão.

O pedetista é casado com a médica Clay Lago e tem três filhos, além de vários netos. Jackson foi três vezes prefeito de São Luís, todas pelo PDT, e, em 2002, deixou o cargo para disputar e perder a eleição para o governo estadual.

Festa em São Luís
Concentrados na praça Maria Aragão, no centro da capital, milhares de partidários de Jackson o receberam pouco depois das 22 horas.

No evento, o jingle do pedetista - um frenético "é 12" -, foi berrado mais de 20 vezes em 10 segundos, em referência ao número do candidato.

Também foram cantados slogans anti-Sarney, como "Xô Rosengana, acabou a oligarquia" e "Libertamos o Maranhão".

Na festa, após fogos de artifício, o governador eleito reiterou em discurso a libertação dos maranhenses. "O Maranhão não tem mais dono, é um Estado livre, não é mais de uma só família", declarou Lago.

 

 

Terra Redação

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço