Menu
SADER_FULL
terça, 11 de maio de 2021
Busca
Brasil

Ively repudia a atitude de Dílson Deguti

21 Jul 2004 - 16h06

A empresária Ively Monteiro em entrevista a Rádio Globo e Guaicurus de Fátima do Sul, diz que não estar surpresa com a decisão da renuncia Hermes Valota, pois, de acordo com o andar da carruagem estava prevista a renuncia de Hermes.

Ively Monteiro repudia a atitude de Dílson Deguti, dizendo que não se brinca com os sentimentos das pessoas, Ively lamenta o acontecido com Hermes. Ively diz que juntando os fatos, conseguimos entender que já estava tudo premeditado as decisões do atual prefeito Dílson Deguti. Não me conforme com também que os nossos candidatos a vereadores fiquem sem um palanque. Portanto estamos aberto para conversações para que procuramos o melhor para o PMDB de Fátima do Sul.

“Não conseguimos entender até agora o porque da decisão de Dílson Deguti, que segunda a Empresária foi o Prefeito do PMDB que mais recebeu verbas do partido. E agora em momento decisivo em que o partido contava com prefeituras para concorrer ao governo do Estado, ele deixa-nos a ver navios”, finalizou Ively Monteiro.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias