Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 16 de maio de 2021
Busca
Brasil

Isento que não declarou ainda pode regularizar pendência

1 Dez 2004 - 16h53
 

Os contribuintes isentos do Imposto de Renda que perderam o prazo de entrega da Declaração de Isento podem regularizar a situação a qualquer momento nas agências dos Correios, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Por esse serviço será cobrada taxa de R$ 4,50. O período de entrega, que começou em 16 de agosto, terminou terça-feira (30).

De acordo com o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, o prazo para o CPF ser regularizado em um desses postos de atendimento leva de dois a três dias. “Mesmo quem perdeu o prazo de entrega da declaração pode manter a situação do CPF regularizada”, lembra Adir.

A Declaração de Isento foi criada em 1998 para manter atualizado o cadastro das pessoas físicas. Quem não declarar por dois anos ou mais tem o documento suspenso. Caso a omissão ocorra por um ano, a inscrição passa à condição de pendente. O número de documentos suspensos até outubro ra de 37 milhões e os pendentes, 9 milhões.

O supervisor informa que novas suspensões vão ser feitas até final de janeiro do ano que vem. “O contribuinte ainda pode correr para regularizar a situação do CPF, evitando sua inclusão na lista dos documentos irregulares”, recomenda.

Balanço final

O supervisor do IR divulgou nesta quarta-feira (1) que foram recebidas 56,5 milhões de declarações de isento 2004. Esse volume superou a expectativa da Receita que esperava cerca de 50 milhões de documentos. No ano passado foram entregues 55 milhões.

Adir atribui o aumento no número de declarações nos últimos anos à importância do CPF na vida das pessoas. “Sem o CPF, não se faz quase nada, já que o mercado está passando a exigi-lo cada vez mais”, observa o supervisor, admitindo que o documento é tão importante quanto à carteira de identidade.

O balanço final mostra que as casas lotéricas foram novamente o meio preferido dos isentos, com 29,7 milhões de declarações recebidas, seguidas da internet, com 22,5 milhões. Nas agências dos Correios foram entregues 3,1 milhões e outras 632 mil pelo telefone. Banco do Brasil e o Banco Popular do Brasil receberam 502 mil documentos.

 

 

Receita Federal

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada