Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 13 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Iraniano da MSI tem 5 identificações diferentes

24 Set 2004 - 14h57

Kia Joorabchian, o iraniano que está negociando a parceria da MSI (enfim registrada no último dia 31 de agosto, sob o número 05218027, em Londres, 5th floor, 71 Kingsway) com o Corinthians, tem nada menos que cinco variações em sua identificação em registros públicos que foram possíveis levantar.

Em três, como canadense, com datas de nascimento em 14 de julho ou 25 de julho de 1971. Em outros dois, como inglês e a mesma data de nascimento em 14 de julho de 1971. Seu nome aparece três vezes como Kia Joorabchian, uma como Kiavash Joorabchian e outra como Kia Kiavash.

Das 13 empresas em que aparece como sócio (em atividades que vão desde uma academia de ginástica, até corridas de cavalo, passando por venda de automóveis e combustível), em duas (American Capital, nos Estados Unidos, e American Capital Management, nas Ilhas Virgens Britânicas) está sendo processado, segundo documentos obtidos na Suprema Corte de Nova York.

É citado por Roy Azim e pela International Consultants Limited, com as seguintes acusações: "fraude, falsidade ideológica, infração contratual de má fé e negligência, infração de dever fiduciário, infração de contrato oral e delito de reações contratuais e vantagens econômicas".

Azim, dono da empresa que move a ação, descreve, de seu escritório em Miami, Joorabchian como alguém "desonesto, sem educação, antiprofissional e perigoso, iraniano bastardo."

Azim não tem dúvidas, também, sobre o estreito relacionamento de Joorabchian com o russo Boris Berezovski.

Conselho espera

A informação sobre as diversas identificações de Kia Joorabchian pegou os dirigentes corintianos de surpresa. Porém, apesar disso, ninguém acredita que a negociação para a parceria com o Grupo MSI será prejudicada pela descoberta.

"Isso é uma novidade, mas daí a influenciar no acordo é uma coisa muito relativa. Temos que esperar alguma coisa de concreto. Até agora não vejo motivos para que as conversas parem", afirmou Calil Leôncio Martins, vice-presidente do conselho deliberativo e um dos membros do Cori (conselho de orientação), que está analisando os detalhes da parceria.

Para outro dirigente, que prefere ter o nome mantido em sigilo, o mais importante é a saúde da empresa (no caso o Grupo MSI) e não a procedência de Kia Joorabchian.

O Corinthians tem até o dia 30 (próxima quinta-feira) para fechar a parceria com o Grupo MSI. Os dirigentes do clube ainda esperam a chegada de uma garantia bancária para o acordo.

O próprio Kia Joorabchian é esperado no início da próxima semana para acertar o acordo com a alta cúpula do time paulista. O presidente Alberto Dualib anda muito entusiasmado com a parceria.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo