Menu
SADER_FULL
quinta, 4 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Investimentos de quase R$ 100 mil ampliam atuação da segurança pública

7 Out 2010 - 08h38Por Governo do MS

MS 33 anos

O governo do Estado já investiu quase R$ 100 milhões em segurança pública para Mato Grosso do Sul.

Em três anos e meio as forças da segurança – polícias civil e militar e bombeiros – receberam novos profissionais e equipamentos que ampliaram o poder de atuação nas ruas de todo o Estado.

Ao todo, desde 2007 o governo já aplicou R$ 99,8 milhões na Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que destina os investimentos para otimizar a ação policial.

De acordo com levantamento da secretaria, somente em incremento profissional para a segurança pública, 2.279 novos servidores foram contratados – a partir de seleção em concurso – para atuarem na Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e como agentes penitenciários.

Desde 2007, apenas a Polícia Militar recebeu o reforço de 1.616 policiais.

As condições de trabalho para os policiais que cuidam da segurança da população sul-mato-grossense também recebeu atenção do governo do Estado, que adquiriu 863 novas viaturas – entre veículos de quatro rodas e motocicletas. O investimento contabiliza R$ 44.320.808,51.

Para equipar os policiais o governo do Estado já adquiriu 3.995 armas e 2.358 equipamentos de segurança, o que significa mais R$ 6,1 milhões em recursos.

Além disso, também foram compradas mais de 1 milhão de unidades de munição destinadas ao treinamento e utilizadas nas operações.

Outros R$ 49.272.771,73 foram utilizados em obras de reforma e construção de unidades policiais: seis prédios para a Polícia Militar, reforma e ampliação de outras 15; construção de uma delegacia e de 14 agências municipais do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Polícia e Comunidade

Com o objetivo de aproximar a polícia da comunidade, o governo também incentivou a aplicação da filosofia de Polícia Comunitária.

Com este tipo de ação é possível diminuir a criminalidade através do trabalho de segurança pública focado por região e de forma aproximada, feita através da interação entre lideranças comunitárias e membros efetivos da segurança.

De acordo com dados da Polícia Militar, a aplicação da filosofia de Polícia Comunitária já aponta para a queda de índices da violência.

No bairro Nova Lima, por exemplo, a criminalidade caiu em mais de 40%, com a redução de crimes de assalto, furto também de homicídio.

Por meio de convênios com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), em Mato Grosso do Sul foram realizadas formações de promotores desta filosofia de policiamento comunitários que atuam nos Conselhos Comunitários. Atualmente existem 37 conselhos ativos no Estado.

Destes, 13 estão em diversas regiões de Campo Grande e 24 atuam em municípios do interior.

Ainda nas escolas a comunidade é chamada a participar da interação com a polícia que aplica ações preventivas através do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

O projeto já é desenvolvido há mais de dez anos com crianças do quinto ano do ensino fundamental em escolas públicas e particulares de todo o Estado.

Em resposta aos bons resultados que o programa oferece para a comunidade escolar, o projeto também já é voltado para adolescentes e para os pais que também participam de palestras sobre ações preventivas

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSUSTADOR E REAL NO BRASIL
Com uma morte por minuto, Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus nas últimas 24h, novo recorde
JULGAMENTO
TSE julga se cassa Bolsonaro e vice a partir de terça
AUXILIO DOENÇA
Como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia
1º CASO NO BRASIL
Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo
VITIMAS DA COVID 19
Mãe, avó e irmão de jovem morrem por covid-19: 'essa doença é horrível'
COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'