Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 16 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Inventor do bina será reconhecido oficialmente no Brasil

14 Jul 2004 - 08h39
O Brasil reconhecerá, oficialmente, o criador do identificador de chamadas telefônicas. Nélio Nicolai, inventor do sistema, deve ganhar um selo comemorativo da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT). O técnico em telefonia é reconhecido como o pai da invenção em todo o mundo e já ganhou prêmios em vários países europeus. "Para o inventor, a maior glória é o reconhecimento", disse em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional AM.

Nicolai patenteou o aparelho em 1981, e 11 anos depois atualizou o sistema para ser empregado em aparelhos celulares. Segundo o inventor, o Brasil está deixando de receber mais de US$ 1 bilhão por mês em royalties, porque não briga pela patente industrial do identificador de chamadas. "O mundo tem cerca de 1,3 bilhão de celulares. As operadoras de telefonia cobram de US$ 6 a US$ 10 mensais do usuários pelo identificador. Se US$ 1 desses fossem pagos em royalties ao Brasil, estaríamos faturando cerca de US$ 15,6 bilhões por ano, fora as cobranças da telefonia fixa", calculou.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

DICAS AGÊNCIA ECO TOUR
Bonito (MS) também é turismo gastronômico!
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário está com mais de 300 itens com descontos de até 60%, veja o catálogo em Fátima do Sul
COVID-19
Covid-19 e suas prováveis ‘heranças’ para a saúde dos recuperados
SAÚDE NA PANDEMIA
Técnicas de relaxamento para aliviar o estresse
CASSINO BRASIL
Para inspirar o cassino Brasil!
HOMEM PATETA
Polícia identifica menino de 12 como ‘Homem Pateta’, que sugere suicídio a crianças
BRASIL - 74.133 MORTES
Brasil tem 41,8 mil novos casos e 1.300 óbitos em 24h
FINAL CARIOCA
Transmissão da Final do carioca entre Flamengo e Fluminense no SBT vira meme
FATALIDADE
Instrutor de tiros morre após disparo acidental contra o próprio peito no dia do aniversário
TRUCULENCIA
'Achei que iria morrer sufocada como George Floyd', diz mulher negra que teve pescoço pisado por PM