Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Intoxicação pode ter matado cerca de 300 peixes em Caarapó

22 Out 2010 - 13h37Por Mídia Max

Nos últimos 30 dias, foram coletados mais de 300 peixes da espécie tilápia mortos no balneário de Caarapó. Intoxicação alimentar pode ter sido a causa das mortes.

Um laudo necroscópico de peixes foi enviado pelo Departamento de Vigilância Sanitária de Caarapó ao Laboratório de Ictiosanidade Famez, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), assinado pelo fiscal Éder Dittmar, atesta que a “provável intoxicação por produtos utilizados no gado de leite nas propriedades vizinhas ou por provável micotoxicose devido à quantidade de quirera de milho adicionada e possivelmente contaminada por micotoxinas (grãos ardidos de milho com a presença de mofo).”

O médico veterinário Osvaldo Lupinetti, que é chefe do Departamento de Vigilância Sanitária de Caarapó, explica que os exemplares encaminhados para análise apresentavam “fígado lesado com alterações congestivas, friável e esbranquiçado”. “Sem dúvida, resultado de intoxicação”, afirmou.

Diante da necropsia, Lupinetti sugere que “os pecadores que utilizam o lago do balneário evitem jogar ração ou outro tipo de alimento aos peixes. “A ração pode fermentar e, consequentemente, reduzir os níveis de oxigênio da água, além de provocar a intoxicação das espécies, conforme revelou o laudo”, observou.

Em relação à utilização do lago por banhistas, o chefe do Departamento de Vigilância Sanitária de Caarapó disse que não há restrições. “Encaminhamos amostras da água do lago para exames laboratoriais. O resultado indica balneabilidade satisfatória e excelente”, afirmou Lupinetti.

O chefe do Departamento Municipal de Meio Ambiente de Caarapó, Naélcio Crudi, disse que está acompanhando o caso de perto e que, se necessário, vai propor a execução de um projeto mais abrangente para solucionar este e outros problemas no balneário de Caarapó. “Vamos nos reunir com o prefeito Mateus Palma de Farias para discutir essas questões”, afirmou.

O balneário recentemente foi beneficiado com melhorias executadas pela prefeitura. Os quiosques foram reformados e o lago recebeu bóias de sinalização, com delimitação de aeras para prática de esportes aquáticos. O local, que tem ainda lanchonete, é freqüentado nos fins de semana por moradores de Caarapó e das cidades circunvizinhas.

Não há risco para os banhistas, que podem continuar frequentando o balneário, segundo as autoridades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada