Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Inscrições do Prêmio Mulher Empreendedora vão até dia 1º

16 Nov 2006 - 15h52

Até o dia 1º de dezembro deste ano, mulheres de todo o País que tiverem histórias de sucesso nos negócios podem se inscrever na terceira edição do Prêmio Sebrae Mulher Empreendedora. A premiação tem como objetivo divulgar ações bem-sucedidas gerenciadas por mulheres ou grupos de mulheres que sirvam de exemplo para quem deseja abrir o próprio negócio.

A expectativa dos organizadores é que cerca de duas mil mulheres participem da premiação este ano. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do Sebrae (www.sebrae.com.br). As candidatas devem preencher um formulário, disponível no site ou em uma Unidade do Sebrae em cada estado. Nesse formulário deve ser relatado o caso de sucesso da empreendedora.

Representatividade

Mato Grosso do Sul já tem duas ganhadoras do Prêmio. Em 2004, a empresária de Dourados, Jandira Gorete dos Santos Vieira, proprietária da Gorethy Moda Íntima, uma das mais bem-sucedidas empresas de pequeno porte do município, foi a vencedora do Prêmio na região Centro-Oeste. Gorete venceu na categoria Proprietária de Micro ou Pequena Empresa.

Em 2005, Wania Alecrim de Lima, de Corumbá, é que foi a campeã na categoria Membro de Grupo de Produção Formal, nas fases estadual, regional e nacional, além de também ser escolhida representante do Centro-Oeste.

Segundo a coordenadora estadual do Prêmio, Edy Ponzini, podem se inscrever mulheres com mais de 18 anos que sejam proprietárias de micro e pequenas empresas registradas formalmente ou então membros de grupos de produção formais como cooperativas e associações. Nos dois casos, a empreendedora tem de ter contado no seu empreendimento com algum tipo de apoio da unidade estadual do Sebrae.

Inovação

Este ano, o regulamento da premiação traz uma novidade: o espaço para o relato dos casos aumentou de 20 para 61 linhas, oferecendo um maior espaço para que as empreendedoras contem, com riqueza de detalhes, toda a sua experiência. As inscrições desta terceira edição estão abertas desde o mês de junho.

Cada história será avaliada por uma comissão julgadora que vai analisar se o caso pode incentivar outras pessoas que querem empreender, se houve criatividade na ação empreendida, a capacidade de transformar um sonho em realidade, a preocupação com o meio ambiente e o compromisso da mulher com a melhoria de sua aprendizagem e de seus colaboradores.

O prêmio é dividido em duas categorias: Proprietárias de micro ou pequenas empresas e Membros de grupos de produção formais (cooperativas e associações). As inscritas concorrem em quatro etapas: Estadual, Regional, Nacional e Internacional. Entre as premiações, estão troféu, certificado, curso do Sebrae e uma viagem internacional de oito dias a um centro de referência mundial em empreendedorismo.

O Prêmio Sebrae Mulher Empreendedora é desenvolvido pelo Sebrae Nacional em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW), e com a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

O trabalho conjunto entre as instituições busca desenvolver ações de apoio ao empreendedorismo liderado por mulheres. Em 2004, 700 histórias de sucesso participaram da primeira edição do prêmio e no ano passado, 1,3 mil mulheres se inscreveram.

 

 

 

Fátima News

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA