Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 28 de março de 2020
SADER_FULL
Busca
POLONIO IMÓVEIS
Brasil

Insatisfeita com resultados, diretoria corintiana promete dar uma chacoalhada no elenco

16 Set 2013 - 10h27Por Gazeta Esportiva

Não são apenas os torcedores que estão insatisfeitos com o desempenho do Corinthians no Campeonato Brasileiro. De candidato ao título, o time começa a se distanciar até mesmo da briga por uma vaga na Copa Libertadores. A diretoria diz estar atenta e promete cobrar os jogadores.

"Sempre que passamos por essas fases, como no Brasileiro, na Libertadores, no Paulista do ano passado, damos uma chacoalhada. É o que temos que fazer: trabalhar bastante", disse o diretor-adjunto de futebol, Duílio Monteiro Alves, depois da derrota de domingo para o Goiás, no Pacaembu.

Foi a quarta partida seguida sem vitória na competição. Resultado que manteve em cinco pontos a diferença para o atual quarto colocado, o Atlético-PR, e que definitivamente passou a preocupar os dirigentes.

"Tem que mudar o desempenho", reconhece Duílio. "O futebol que o Corinthians apresentou nos últimos jogos não é satisfatório. A mudança é essa: o Corinthians tem que voltar a jogar bem e encontrar as vitórias, não tem mais".

Sempre ponderado nas declarações, ao contrário de outros membros do futebol corintiano, o diretor-adjunto confirmou que, a exemplo de outros momentos de crise, haverá uma nova reunião com o elenco nesta segunda-feira, dia em que os jogadores se reapresentarão aos trabalhos.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Após derrota para o Goiás, a terceira nos últimos quatro jogos, o Corinthians será cobrado pela diretoria para melhorar

"Essa conversa é diária, sempre que procuramos melhorar. Viemos de um resultado negativo contra o Botafogo e vamos sentar de novo para tentar identificar o que podemos fazer para melhorar o mais rapidamente possível. É ter calma, não entrar em desespero e enxergar muita coisa errada que, às vezes, não existe também", frisou.

Sem grandes possibilidades para reforçar o grupo, já que a janela de transferências internacionais está fechada, a diretoria também não cogita mudanças na comissão técnica. Tite tem contrato até o final deste ano e só terá o trabalho avaliado depois disso, a exemplo das temporadas anteriores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRABALHO VOLUNTÁRIO
Detentas começam confeccionar máscara de proteção para atender Jateí, Vicentina e Fátima do Sul
COVID-19 NO BRASIL
Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
PANDEMIA CORONAVIROS
São Paulo tem 68 mortos por coronavírus, média de uma a cada 2 horas e 20 minutos, e 1.223 casos
LINHA DE CRÉDITO
Governo lança pacote de R$ 40 bi para socorrer pequenas e médias empresas
AMOR AO PROXIMO
Xuxa vai doar R$ 1 milhão ao SUS para combate ao coronavírus
77 MORTOS
Casos de coronavírus no Brasil em 27 de março
REFORÇO
Câmara aprova projeto que prevê R$ 600 por mês ao trabalhador informal por conta do coronavírus
CORONAVÍRUS NO MUNDO
EUA se torna novo epicentro da pandemia com 82 mil casos confirmados de coronavírus
ATIVIDADES ESSENCIAIS
Governo define lotéricas e igrejas como atividades essenciais
COZINHA SOLIDÁRIA
Igreja e MST criam cozinha solidária para pessoas em situação de rua