Menu
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
segunda, 6 de dezembro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Inmetro fiscaliza fantasias e preservativos masculinos

13 Fev 2010 - 09h49Por AEM / MS

Fantasias e preservativos masculinos foram fiscalizados e aprovados pela Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS), órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) durante a Operação Carnaval, realizada desde a primeira semana de fevereiro.

Técnicos do órgão visitaram 79 estabelecimentos de Campo Grande para comprovar que os produtos atendem às exigências no regulamento de avaliação da conformidade e resoluções do Inmetro.
         
Conforme o Diretor Técnico da AEM/MS, Sérgio Maia, durante todo o ano é feita a fiscalização dos preservativos, que geralmente apresentam baixo índice de reprovação.

“Pela proximidade do carnaval, a fiscalização do preservativo masculino é prioridade. A verificação é feita para atestar que o produto possui o selo do Inmetro e que assim atende os padrões de segurança e qualidade”, diz Maia.

Para a fiscalização dos preservativos masculinos foram percorridos estabelecimentos como farmácias, perfumarias e supermercados, entre outros que comercializam o produto. Todas as unidades (5.246) de marcas diversas de preservativos masculinos fiscalizadas foram aprovadas.

Para o consumidor adquirir um preservativo masculino de qualidade é preciso observar alguns itens como: selo do Inmetro, nome e marca do fabricante do produto, data de fabricação e data do vencimento, número do lote (que deve estar visível), número do registro no Ministério da Saúde, indicação da largura nominal em milímetros e indicação da conservação do produto. As informações gerais e de uso devem estar escritos na língua portuguesa.

Fantasias
Já as fantasias de carnaval passam pela análise de informações têxteis. Os técnicos do Inmetro fiscalizaram 800 fantasias, sendo que todas corresponderam aos padrões exigidos pelo Inmetro.

De acordo com a resolução Conmetro 02/08, os itens obrigatórios para roupas e fantasias vendidas que devem fazer parte obrigatoriamente em uma etiqueta têxtil são: marca ou razão social, CNPJ, composição, conservação, país de Origem, além da indicação de tamanho.

Segundo o Diretor Presidente da AEM/MS, Ademir de Sousa Osiro, o resultado positivo mostra que o trabalho desempenhado pela Agência ao longo do ano é importante para a segurança e saúde do consumidor. “

O Inmetro realiza a Operação Carnaval de forma preventiva, para conscientizar o fabricante da obrigação de cumprir as normas e procedimentos para a fabricação do produto”, pontua Osiro.

Ele explica que caso o estabelecimento não esteja vendendo o produto com o selo do Inmetro, o responsável é autuado e a mercadoria será apreendida. “São retirados do mercado apenas os produtos que apresentam irregularidades ou que sejam falsificados”, conclui.

Se o consumidor tiver dúvidas ou suspeitar de qualquer problema no que diz respeito às etiquetas das fantasias ou às informações do preservativo masculino, pode ligar gratuitamente para a Ouvidoria do Inmetro por meio do telefone 0800 67 52 20.

 

Leia Também

SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança