Menu
SADER_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Infraero registra atrasos em 7,4% dos vôos no país

22 Mar 2007 - 17h47
O número de vôos com atrasos superiores a uma hora caiu para 7,4% na tarde desta quinta-feira, segundo balanço da Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária). O número se refere a 90 dos 1.210 vôos previstos para ocorrer da 0h às 16h40.

A situação nos terminais é considerada normal, depois da seqüência de atrasos ocorrida entre domingo e segunda-feira, quando problemas em sistemas do Cindacta-1 (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo), em Brasília, o mau tempo em São Paulo e até um cachorro na pista de Congonhas desencadearam um novo apagão aéreo.

Devido à nova crise, a segunda-feira foi o dia mais difícil para os passageiros. Na ocasião, 29% dos vôos atrasaram, ao longo do dia.

Na quarta, uma pane técnica afetou o sistema responsável pelos planos de vôo no Cindacta-2, no Paraná, responsável pelo tráfego aéreo na região Sul e em parte de São Paulo. A espera, ao longo do dia, atingiu 8,4% dos 1.537 vôos programados.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários