Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Indústrias já respondem por 41% dos empregos criados em MS

30 Out 2010 - 07h13Por TV Morena
Com saldo de 601 empregos formais criados em setembro, o setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação (251 vagas), de extrativismo mineral (16 vagas), de construção civil (277 vagas) e de serviços de utilidade pública (57 vagas), já responde por 41% do total de 25,3 mil novos empregos gerados em Mato Grosso do Sul neste ano, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

De janeiro a setembro deste ano, as indústrias do Estado geraram 10.399 novos postos formais de trabalho, mantendo sua elevada participação sobre o saldo total de empregos formais criados e ficando à frente dos setores de serviços (8.304 vagas), agropecuária (3.671 vagas) e o comércio (2.916 vagas).

Segundo o presidente da Fiems, Sérgio Longen, trata-se do sexto melhor resultado para o mês de setembro nos últimos 15 anos para o setor industrial. “Com as vagas abertas no mês passado, alcançamos um estoque total de 113,7 mil postos formais de trabalho em Mato Grosso do Sul, mantendo a parcela de 21% de todo o emprego formal existente no Estado atualmente - 548,8 mil. Estamos atrás somente dos setores de serviços (25%) e administração pública (24%) que têm com um total de 138,5 e 130,7 mil empregos formais, respectivamente”, informou, destacando que em 2010 a indústria sul-mato-grossense vem acumulando sucessivos recordes, alcançando, deste modo, a cada mês, o maior estoque de empregos formais já obtidos ao longo de sua série histórica.

Além disso, segundo o Radar da Fiems, o Índice de Evolução do Emprego Formal nas atividades industriais amplia ainda mais a sua evolução acumulada no Estado. “Para se ter idéia, o índice no segmento industrial, na posição verificada em setembro, foi de 166,5 pontos, indicando um crescimento de 67% sobre o estoque do ano base (2005). Na mesma comparação, o setor de serviços apresentou um índice de 138,9 pontos e crescimento de 39%, o comércio com 126,5 pontos e aumento de 27%, a agropecuária com 117,6 pontos e alta de 18% e a administração pública com 112,5 pontos e elevação de 13%”, detalhou o presidente da Fiems.

No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou a marca 130,9 pontos e aumento de 31%, constatando-se, desse modo, que no período compreendido entre 2005 e 2010, até o mês de setembro, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria em Mato Grosso do Sul foi 27% maior que aquele apresentado pelo conjunto da economia estadual. Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e administração pública, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 20%, 32%, 42% e 48%, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Apesar do esforço médico a adolescente não resistiu. DESCARGA FATAL
Adolescente segura extensão de energia e morre após sofrer descarga elétrica
Assaltante magro está com um revólver na mão direito e boné na esquerda TERROR NA RODOVIA
Vídeo mostra ação extremamente violenta de ladrões em Rodovia
As imagens mostram que a vítima estava prestes a sair de moto VIOLENCIA NA CIDADE
Homem é flagrado agredindo e tentando atropelar a ex; veja vídeo
Bolsonaro autorizou estudos para a área. PROGRAMA ASSISTENCIAL
Após desistir do Renda Brasil, Bolsonaro autoriza criação de novo programa social
Bolsonaro com Ricardo Barros APREENSÃO
Gaeco cumpre mandado em escritório de Ricardo Barros, lider do governo Bolsonaro na Câmara
presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) AGORA
Maia testa positivo para Covid-19, informa assessoria do deputado
 Joice Pastre, 27 anos, morreu na última sexta-feira (11) GESTO NOBRE
Família doa órgãos de jovem que sofreu aneurisma cerebral
Agência da Caixa atenderá em Fátima do Sul nesta quarta feira AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga auxílio emergencial para 3,9 mi nascidos em junho
Na semana passada, Bolsonaro descartou o fim do seguro-defeso BOLSA FAMILIA
Governo vai manter o Bolsa Família, diz Bolsonaro
CRIME BÁRBARO
Filho confessa que planejou a morte dos pais por dois anos