Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
terça, 13 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Indústria restringe compras de soja

27 Set 2004 - 13h29
Empresas acabam com contratos de venda futura em reação ao calote tomado na safra passada. Escaldadas com o calote tomado na safra passada, as esmagadoras de soja estão reformulando as operações de compra antecipada - que respondem por quase 60% de toda soja vendida no Brasil. As operações privadas de crédito e financiamento, que envolvem antecipação de dinheiro - como "soja verde" ou troca por adubos - foram mantidas, porém aquelas que não envolvem crédito imediato foram postas em quarentena por algumas indústrias, como a Cargill. Para outras, como a Coinbra, a solução foi simplesmente abolir esse tipo de contrato. Estão no olho do furacão as operações de venda futura, em que a soja é entregue na colheita contra o pagamento, por um preço previamente acertado.
 
 
Agrolink

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore