Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Índios protestam contra a violência nas aldeias de Dourados

30 Out 2009 - 09h49Por Mídia Max
Estudantes e professores das escolas da Reserva Indígena de Dourados estão neste momento concentrados na Praça Antonio João para protestar contra a violência nas aldeias Bororo e Jaguapiru.

Os índios e a comunidade escolar seguirão em passeata pela Avenida Marcelino Pires ate a sede da FUNAI (Fundação Nacional do Índio) num percurso de quatro quilômetros com faixas e cartazes pedindo mais segurança na reserva de Dourados.

O protesto vai terminar na sede da FUNAI onde os manifestantes farão discursos. Os índios protestam contra o que eles chamam de “bárbaros assassinatos de adolescentes nas estradas da aldeia, principalmente no período da noite quando vão para as escolas”.

Os organizadores do protesto estão solicitando a FUNAI e ao MPF (Ministério Publico Federal) que autorize a liberação da entrada das Policias Militar e Civil nas aldeias para garantir a segurança dos índios.

Estão participando do ato alunos e professores das Escolas Municipais Tengatui Marangatu, Agustinho, Ramão Martins, Francisco Meireles, Lacu’ i e Yvera.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"