Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 12 de abril de 2021
Busca
Brasil

Índios pedem demarcação de 80 mil hectares no sul do Estado

26 Out 2004 - 10h53

Impasse entre índios e brancos pela posse de terras na região sul do Estado. Em Mato Grosso do Sul pelo menos doze áreas estão em litígio.

 

Os índios afirmam que as fazendas ocupadas por fazendeiros estão em áreas índigenas. Já os produtores rurais alegam que têm o título da terra e, no caso de uma desapropriação, querem ser indenizados.

 

Os guaranis e caiuás de sete municípios do sul do Estado foram até o Ministério Público Federal (MPF) pedir empenho na demarcação das terras reivindicadas. Os índios foram recebidos pelo procurador da república, Charles Estevão. O grupo indígena quer a demarcação de 80 mil hectares no sul do Estado, as áreas ficam em Amambaí, Antônio João, Caarapó, Dourados, Juti, Iguatemi e Ponta Porã.

 

O Diário Oficial da União de ontem da Funai publicou portaria reconhecendo três áreas como território indígena: elas ficam nos municípios de Caarapó, Paranhos e Aquidauana. Os produtores rurais que têm terra nestas áreas têm 90 dias para contestar o laudo.

 

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV