Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 14 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Índio confessa que amarrou e estuprou criança

1 Set 2004 - 08h47
Um indígena de 29 anos, morador no distrito de Sanga Puitã, seduziu, agarrou, amarrou e estuprou uma criança de apenas 7 anos de idade também residente no distrito de Ponta Porã. O crime ocorreu no último domingo, por volta de meio-dia, em um terreno baldio.
De acordo com informações liberadas pela Polícia Civil de Ponta Porã, naquele dia pela manhã a vítima saiu de casa para ir até um estabelecimento comercial. No meio do caminho, acabou encontrando o indígena João Guarecói, 29 anos, natural de Coronel Sapucaia, onde residiu até há pouco tempo na aldeia Kaiuwá, vindo residir na fronteira entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. A vítima – uma menina - conhecia João e ao avistá-lo foi em sua direção, pedindo para que pagasse um salgado, o que foi atendido.
Posteriormente, ao retornar, a criança novamente foi em direção a João e lhe pediu outro salgado. Ao pagar, João convidou a vítima para irem até sua residência, onde haveria mais salgados e a menor poderia comer. Ambos saíram em direção à casa do acusado, localizada na zona rural do distrito de Sanga Puitã, na divisa com Zanja Pytã, no lado paraguaio.
Mas, antes mesmo que pudessem chegar no local, João agarrou a menor e a levou para um terreno baldio, acabando por amarrá-la em um pé de manga, utilizando uma corda que levava consigo. A menor, sem ter nenhuma reação, até mesmo diante de sua fragilidade física, foi acariciada e estuprada pelo indígena.
Ele ainda usou uma camiseta para amarrar ao pescoço da vítima, passando a praticar o ato libidinoso.
Ao perceber que a vítima sangrava muito, ele a desamarrou e fugiu. A menor, quase desmaiada passou a chorar e gritar. Um casal que passava pelo local percebeu o estado de saúde da vítima e acionou policiais militares lotados no destacamento PM de Sanga Puitã, que imediatamente a encaminhou ao pronto-socorro do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, onde chegou desacordada e com forte sangramento.
Os policiais realizaram diligências e através de informações de testemunhas acabaram localizando e prendendo o indígena João Quarecói. Totalmente embriagado, ele acabou confessando que havia estuprado a criança e que a havia deixado em um terreno baldio no distrito, sendo detido e encaminhado para o 1
oDistrito Policial de Ponta Porã.
Na delegacia, ele novamente confessou o estupro e afirmou que conhecia a vítima há algum tempo e que "sempre sentiu atração pela menina e nunca foi correspondido", resolvendo então praticar o crime. João Quarecói foi autuado em flagrante pelo artigo 213 (estupro) e ontem mesmo foi encaminhado para a unidade prisional "Ricardo Brandão", à disposição da Justiça.
 
Dourados Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Instrutor de tiros morre após disparo acidental contra o próprio peito no dia do aniversário
TRUCULENCIA
'Achei que iria morrer sufocada como George Floyd', diz mulher negra que teve pescoço pisado por PM
AUXILIO EMERGENCIAL
Liberados saques e transferências para aprovados no 3º lote
VITIMA DA COVID 19
Cantor morre de covid-19 após sogro e sogra; esposa está em isolamento
CAOS NA SAUDE
MT está perdendo a guerra para o coronavírus; nós subestimamos a doença
TRAGEDIA NO CONDOMÍNIO
Adolescente que matou amiga treina tiro esportiva há 3 anos com o pai
VIOLENCIA DOMESTICA
Mulher tem rosto desfigurado após ser agredida e pisoteada pelo marido bêbado
CORONAVIRUS AVANÇA
Brasil tem 72.234 mortes por Covid-19, segundo consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
BONITO - DICAS AGÊNCIA
Como fazer Snorkel em Bonito MS, o que ver, o que fazer e o que não!
PANDEMIA CORONAVIRUS
Filho de ex-jogador famoso vende geleias e não vê o pai há nove anos