Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Incra vai realizar mutirão de documentação em abril em Fátima do Sul

26 Fev 2010 - 14h00Por Fátima News
O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário (DFDA) vão realizar, no primeiro semestre deste ano, 12 mutirões de documentação da trabalhadora rural em Mato Grosso do Sul. O calendário de realização dos eventos foi apresentado, nesta quarta-feira (24) para os representantes dos órgãos do governo do Estado e das prefeituras envolvidos. Serão beneficiados, no primeiro semestre, trabalhadoras rurais dos municípios de Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Douradina, Fátima do Sul, Vicentina, Glória de Dourados, Jateí, Deodápolis, Juti, Caarapó, Dourados e Itaporã.

Em 2009, foram realizados 18 mutirões no Estado, tendo sido emitidos 4.736 documentos, beneficiando 3.060 mulheres e 1.676 homens.
Durante os mutirões, agricultoras familiares, assentadas da reforma agrária, integrantes de comunidades remanescentes de quilombos e indígenas podem obter Carteira de Identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira de Trabalho, Registro de Nascimento.

Além de solicitar os documentos pessoais, quem participa dos mutirões tem a oportunidade de oficializar casamento, dar entrada em pedidos de divórcio e de pensão alimentícia e registrar-se na Previdência Social. Também serão oferecidos aos trabalhadores outros atendimentos como cópia de documentos, fotografias para documentos e palestras com temas de interesse geral, como consumo de álcool, tabaco, drogas; o uso correto da energia elétrica e água; planejamento familiar, entre outros assuntos.

Parcerias
Em Mato Grosso do Sul, os mutirões contam sempre com a parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sejusp), da Delegacia Regional do Trabalho, da Secretaria de Assistência Social e Economia Solidária (Setass), do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), da Caixa Econômica Federal, Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), da Energias do Brasil (Eletrosul), da Defensoria Pública, das Prefeituras Municipais e suas Secretarias.

Para Celso Arruda, Delegado Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário – DFDA/MS, a documentação civil básica é condição essencial para que a trabalhadora rural possa participar dos programas de reforma agrária e garantir a titulação conjunta da terra para o homem e a mulher. “Além disso, facilita a ela o acesso ao crédito bancário e ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) destinado à mulher, ao seguro-safra, a programas de assistência técnica e de comercialização de produtos”.

O INCRA estará atendendo em Fátima do Sul no dia 20 de Abril, no Centro de Conviver, localizado na Rua Celso Joaquim de Barros, esquina com Salatiel Barros Cavalcante.

Leia Também

BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG