Menu
SADER_FULL
terça, 18 de maio de 2021
Busca
Brasil

Incra garante respaldo a colonos no novo assentamento

29 Nov 2004 - 17h41
O superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Luiz Carlos Bonelli, assegurou que os colonos retirados das terras indígenas da Aldeia Panambi, em Dourados, têm do órgão e do governo do Estado todo o respaldo necessário para continuarem produzindo no local em que foram reassentados: fazenda Terra do Boi, em Juti. Além de terras em maior quantidade do que possuíam em Dourados, os colonos receberão ajuda para destocar o solo e até o fim do ano começam a ser abertas as estradas vicinais cortando o assentamento e garantindo o escoamento da produção.

O governador Zeca do PT anunciou, durante ato público na aldeia Panambi, na sexta-feira, a liberação de R$ 98 mil para que seja feita a destocagem das lavouras dos colonos reassentados, facilitando o manuseio do solo. O serviço será executado em parceria com o Incra e terá a participação dos beneficiados. Já a abertura da malha viária vicinal está sob responsabilidade da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos), que aguarda apenas os trâmites legais da licitação para dar início aos trabalhos.

Erro histórico – Os 50 colonos se mudaram em fins de outubro e início de novembro para a área destinada a eles na antiga Fazenda Terra do Boi, distante apenas 20 quilômetros da cidade de Juti. Finalizava, desta forma, demanda de quatro décadas com a vitória dos índios, que viram a quase totalidade de seus territórios serem loteados para imigrantes gaúchos, mineiros e paulistas em 1945, durante a ditadura de Getúlio Vargas. A aldeia ficou restrita a 60 hectares, enquanto os colonos ocuparam outros 1.200 ha.

Em 1995 o então ministro da Justiça, Nelson Jobim, assinou portaria reconhecendo o direito dos índios à área demandada, porém a situação só se resolveu depois de todas as instâncias da justiça terem se manifestado favorável à causa indígena e com intervenção direta do governador Zeca do PT, que pleiteou o reassentamento e indenização justa aos colonos, segundo ele, “também vítimas do mesmo erro histórico”.

A Fazenda Terra do Boi estendia-se por 2,9 mil hectares e custou R$ 30,03 milhões ao Incra; o negócio foi fechado em agosto deste ano e o proprietário pediu para não ser identificado. Do total, 1775 hectares foram destinados ao reassentamento dos colonos. Cada um ganhou lote 10% superior ao que possuíam na Aldeia Panambi, sendo que nenhuma propriedade é menor que 12 hectares. Receberam, ainda, indenização da Funai (Fundação Nacional do Índio) pelas benfeitorias feitas nos antigos lotes.

Novo assentamento – Na área restante da Fazenda Terra do Boi o Incra vai assentar outras 80 famílias de trabalhadores rurais sem-terra ligados à Federação de Agricultura Familiar que estavam acampadas em frente à propriedade. O sistema de produção será societário, possibilitando o plantio de culturas que exigem grandes áreas, como soja, algodão, milho.

Caberá a cada família 12 hectares de terra, sendo três hectares para o plantio de culturas de subsistência (mandioca, hortaliças, milho, feijão, arroz) e moradia, e os nove hectares restantes integram a parte societária. O superintendente do Incra defende o arranjo afiançando que se trata do único modelo viável para os pequenos produtores rurais. “O sistema de sócio-propriedades é o único que pode dar certo na reforma agrária. O modelo anterior está falido”, afirmou Bonelli.

Cálculos do Incra mostram que a renda por família salta de R$ 300 mensais por R$ 1,5 mil mensais com o sistema de produção em sociedade. Os assentados terão direito, ainda, a crédito de R$ 15 mil para erguer a casa e o Incra já está perfurando um poço artesiano que fornecerá água potável encanada à agro-vila.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho