Menu
SADER_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Idosos têm dificuldades para conseguir passagens gratuitas

21 Dez 2009 - 17h37Por TV Morena

Os idosos que pretendem viajar neste fim de ano enfrentam dificuldades para conseguir passagens de graça ou com desconto, como determina a lei. Apesar de as empresas serem obrigadas a reservar dois lugares nos ônibus para pessoas acima de 60 anos, em Dourados, muitos passageiros com direito ao passe livre estão tendo de pagar o bilhete.

Oreci Aquino está de malas prontas vai para o casamento da filha em Curitiba, no Paraná. A felicidade só não é maior porque ele tentou pegar a passagem sem pagar, mas, não conseguiu.

“A dificuldade foi que eles disseram que não era passagem, que eu não ia conseguir porque não era final de linha e que eu tinha que pagar a passagem simplesmente. A metade”, contou Oreci Aquino Moreira, serviços gerais.

A principal reclamação dos idosos é em relação a quantidade de passagens disponíveis totalmente de graça. Pela lei as empresas de ônibus tem que reservar dois assentos. Só que com a chegada do fim do ano a procura aumenta e fica difícil garantir uma vaga.

“Eu acho que não deveria ser assim, deveria ser tudo igual. Por exemplo aqui, a gente vem e não tem vaga. Ele falou que não tinha, que estava tudo preenchida e só teria daqui há 15 ou 20 dias. Api eu não posso porque eu tenho que ir embora”, Maria Ana da Silva, aposentada.

Quando os dois lugares já estão reservados a empresa tem que oferecer outros pela metade do preço. Só tem direito a passagem de graça quem reservar com no máximo 30 dias antes da viagem e no mínimo três horas antes da saída do ônibus.

“Ele precisa de basicamente o comprovante de renda do INSS e do documento de identidade, isso aí são os documentos básicos que ele tem que ter. Além disso ele tem que sempre estar verificando a renda que não pode ultrapassar dois salários mínimos e tem que ter acima de 65 anos de idade para poder ter direito ao benefício”, explicou Tânia Maria Barbosa, fiscal da Agepan.

Inês vai com a família para Mato Grosso. Conseguiu a passagem pela metade do preço. O dinheiro que sobrou já sabe como vai gastar.

“Vou comprar alguma coisa, um presentinho para um ou para outro”, declarou Inês MJansilha, aposentada.

A agência de regulação do transporte diz que aumentou a fiscalização para garantir o cumprimento da lei, mas, que este ano em Dourados nenhuma irregularidade foi encontrada.

A Agepan alerta que o cartão do idoso não é obrigatório para conseguir a passagem, mas facilita o controle da agência e o acesso do idoso as passagens. Em Dourados o cartão pode ser feito no Centro de Convivência, o telefone é o: 3411-7648

A empresa que não fornecer o bilhete ou se negar a dar desconto ao idoso está sujeita a multa no valor de R$ 2.880. Quem não conseguir viajar gratuitamente em ônibus interestaduais deve reclamar à ouvidoria da ANTT, Agência Nacional de Transportes Terrestres. As queixas podem ser feitas nos postos de fiscalização das rodoviárias ou pelo telefone 0800-61-0300.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América