Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

IBP quer estimular uso de gás natural em ônibus, caminhões e até locomotivas

7 Jan 2011 - 16h02Por Agência Brasil

O Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) pretende estimular, este ano, o uso do gás natural veicular (GNV) nas frotas brasileiras de veículos pesados, como ônibus e caminhões, em substituição ao óleo diesel. Já há no país, inclusive, experiências para adaptar motores de locomotivas para GNV.

O coordenador do Comitê de GNV da entidade, Rosalino Fernandes, estimou hoje (7), em entrevista à Agência Brasil, que o país poderia economizar até 50% nas importações de óleo diesel caso o GNV seja adotado pelos veículos pesados. Números da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostram que, em 2010, o Brasil importou cerca de 48 milhões de barris de petróleo equivalentes em óleo diesel, ao custo de US$ 4,332 bilhões.

Para Fernandes, o que o Brasil importa de diesel “é um escândalo”. Como o país não tem, atualmente, capacidade de produzir todo o diesel que necessita, Fernandes sugeriu seguir o exemplo da Argentina. Lá, todo o programa de estímulo ao uso de GNV é baseado na premissa de que “é muito melhor exportar diesel e gasolina do que exportar gás. Eles estimulam o uso do gás internamente em veículos e para aquecimento domiciliar”.

Fernandes apontou a necessidade de o Brasil investir na infraestrutura de gasodutos, de modo a expandir a rede que recebe o gás em alto mar e o leva para os pontos de consumo. “Os gasodutos precisam ser expandidos para o interior”, disse ele.

Outro entrave para a disseminação do GNV é o reduzido número de postos de abastecimento, apenas 1.715 em todo o país. Esse é, segundo Fernandes, um dos fatores limitadores para o crescimento do GNV na área de transporte pesado. “Precisa aumentar o número de postos disponíveis”.

Ele apontou ainda outras alternativas para o GNV, em ferrovias. A mineradora Vale já tomou a dianteira nessa direção e está fazendo testes com locomotivas flex para uso de gás natural e óleo diesel. Fernandes informou que os testes devem ser concluídos ainda este ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Um missionário irado e inquieto