Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 19 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

IBGE fará estudo orçado em R$ 8 milhões sobre violência

7 Abr 2007 - 04h55
O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e o Ministério da Justiça estão planejando uma pesquisa inédita que pretende diagnosticar a criminalidade e servir de base para a implementação de políticas de segurança pública, visando combater um dos problemas que mais tem incomodado o brasileiro, a violência. O estudo, de abrangência nacional, custará R$ 8 milhões, segundo divulgou hoje a Folha On Line.

O estudo, denominado 1ª Pesquisa Nacional de Vitimização analisará diversos aspectos relacionados à segurança pública no país, como, por exemplo, a sub-notificação de crimes --a diferença entre os delitos cometidos e as ocorrências que de fato acontecem.

O presidente do IBGE, Eduardo Nunes, afirmou que um dos objetivos da pesquisa é obter dados mais precisos sobre a sub-notificação. Há estimativas indicando que 15% a 20% dos crimes deixam de ser registrados. Outros itens a serem pesquisados são a relação entre polícia e comunidade, os custos econômicos e sociais da violência e criminalidade, além da violência contra minorias.
 
 
 
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Luan Santana e Jade Magalhães terminam noivado de 12 anos
CORONAVIRUS NOS ANIMAIS
Gato é o primeiro animal no Brasil que testa positivo para o Coronavirus
ABSURDO
Enfermeiros, fisioterapeuta e médico são afastados após denúncia de estupro na UTI
BRASIL - 153.905 MORTES
Brasil registra 10,9 mil novos casos de covid-19 em 24 horas
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga hoje auxílio emergencial de R$ 300 a 1,6 milhão do Bolsa Família
BRASILEIRÃO
Com possível 'adeus' de Soteldo, Santos vence o Coritiba fora de casa
HORÁRIO DE VERÃO
HORÁRIO DE VERÃO: Brasil não terá horário de verão pelo segundo ano consecutivo
GOVERNO NA CONTRA-MÃO
Bolsonaro: Vacina contra a covid-19 não será obrigatória
BRASIL -152.460 MORTES
Covid-19: Brasil tem 713 óbitos e 28.523 novos casos em 24h
INSS - BLOQUEIO
INSS prorroga interrupção de bloqueio de benefícios