Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 4 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
IAGRO

Iagro abate porcos em Dourados e deixa criadores apreensivos

25 Mar 2010 - 08h11Por Diário MS

Uma equipe da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) abateu no final da tarde de terça-feira todo o rebanho de porcos da fazenda Nazaré, do produtor rural Estevão Minhos, no distrito do Guaçu, em Dourados. Ontem, José Mário Pinese, diretor técnico da Iagro, alegou que a matança foi por causa da doença de Aujeski ou “pseudoraiva”. O abate dos 40 porcos seria para eliminar o foco da doença.
O que causou estranheza foi o fato de o abate ter sido mantido sob sigilo absoluto. O abate só foi descoberto porque o fotógrafo do Diário MS, Ademir Almeida, resolveu pescar na fazenda de Minhos, seu amigo, e percebeu a movimentação. Os animais foram abatidos a tiros por dois policiais militares que acompanhavam os técnicos. Em seguida, foram transportados em caminhão da prefeitura de Dourados e enterrados numa vala aberta com uma pá carregadeira.
Os técnicos tomaram cuidados extremos durante a matança, exatamente como no caso do foco de febre aftosa, ocorrido no sul do Estado, anos atrás. Os locais onde viviam os animais, máquinas e equipamentos utilizados no abate foram desinfetados. O caminhão e a pá foram fornecidos pela Prefeitura de Dourados. O Iagro não confirma, mas animais de outras propriedades da região podem ser abatidos.
Pinese alegou ao Diário MS que a ação foi feita em sigilo de maneira a não alarmar os meios de comunicação ou a comunidade em geral. “Isso não foi feito para impedir o acesso à informação, mas para evitar a entrada e saída de veículos ou pessoas no local e favorecer a disseminação da doença”, afirmou.
Na região onde ocorreu o foco da doença de Aujeski vivem muitos javalis e javaporcos (cruzamento de javali com porco), que são criados soltos. Segundo Pinese, o Iagro não sabe ainda se foi através deles que os animais domésticos da fazenda foram infectados.
Segundo ele, os próprios agentes ficam em uma espécie de quarentena, permanecendo de 2 a 3 dias sem visitar outras propriedades. “Esse é um procedimento normal da agência”, disse.
Ao mesmo tempo, houve grande movimentação de autoridades sanitárias ontem em Dourados, cuja região é grande produtora e exportadora de carne suína para a Europa, sobretudo para a Rússia.
O Iagro informou que continuará o trabalho de vigilância nas propriedades, e caso constatada a doença, haverá mais abate sanitário. A decretação de ‘vazio sanitário’ será apenas na propriedade onde ocorreu o abate, segundo Pinese. Em seguida, serão colocados animais “sentinela” para detectar possível atividade viral. “Se num prazo de 20 a 40 dias não ocorrer reincidência da doença, a fazenda será liberada para a criação”, esclareceu.

A doença
A doença de Aujesky, é provocada pelo herpesvirus suideo 1 (SHV-1). Os sintomas da pseudoraiva são neurológicos, provocando convulsões, febre e depressão nos animais jovens. Os animais adultos sofrem sintomas respiratórios. Perdem peso, mas podem recuperar-se após o desaparecimento dos sintomas. O SHV-1 pode acometer também outras espécies. Nos casos graves, os animais acometidos podem até morrer em cerca de 3 dias após a infecção.A doença
A doença de Aujesky, é provocada pelo herpesvirus suideo 1 (SHV-1). Os sintomas da pseudoraiva são neurológicos, provocando convulsões, febre e depressão nos animais jovens. Os animais adultos sofrem sintomas respiratórios. Perdem peso, mas podem recuperar-se após o desaparecimento dos sintomas. O SHV-1 pode acometer também outras espécies. Nos casos graves, os animais acometidos podem até morrer em cerca de 3 dias após a infecção.

Leia Também

ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio