Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 1 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Hospital de Amambai pode fechar por falta de recurso

27 Mar 2007 - 04h35
Apesar da grande demanda da área de saúde, que vem crescendo dia a dia, provocando superlotação em postos de saúde e hospitais, um hospital tradicional de Amambai poderá fechar suas portas para internações e atendimentos ambulatoriais, passado a tender somente consultas em caráter participar.

O Hospital e Maternidade Santa Joana, que há vários anos realiza atendimento geral em Amambai está prestes a ter o convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde) suspenso e com isso, segundo a direção do hospital, o Santa Joana não teria mais condições financeiras para manter o quadro de funcionário e a estrutura exigida para realizar os atendimentos ambulatoriais e as internações, mesmo nos casos de atendimentos particulares.

“Sem o convênio com o Sistema Único de Saúde não temos condições e nem recursos para manter os atendimentos ambulatoriais e internações, pois só com o atendimento participar e convênios não é suficiente para cobrir se quer parte das despesas para manter esse tipo de atendimento”, disse o médico Dr. Teodoro Lopes Diniz, um dos sócios-proprietários da unidade de saúde.

O Corte-De acordo com a direção do hospital o descredenciamento do Santa Joana do Sistema Único de Saúde se deu por conta de uma política do Governo Federal que visa reduzir o atendimento ambulatorial em hospitais, estendendo esse tipo de atendimento mais diretamente aos postos de saúde, com isso as vagas de internação pelo SUS que eram de aproximadamente 270 caíram apenas para 200 ao mês em Amambai e teriam sido todas destinadas pelo Conselho Municipal de Saúde, para o Hospital Regional.

“Tentamos, junto ao Poder Público Municipal, conseguir recursos para darmos continuidade ao atendimento a população, mas fomos informados que a Prefeitura não pode repassar recursos para entidade de saúde de caráter participar, a menos que seja implantada uma legislação específica”, disse Dr Diniz ao informar que o Santa Joana deverá permanecer atendendo pelo SUS pelo menos até o mês de maio, quando o convênio expira.

Hoje o Hospital Santa Joana tem a seu dispor, 57 internações e 350 consultas a serem realizadas mensalmente.
 
 
 
 
 
A Gazeta News

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEMORIAL
Os brasileiros que perderam a vida na Pandemia do Coronavírus
BRASIL - 28.872 MORTES COVID-19
Brasil confirma 500 mil casos de Covid-19 menos de 100 dias do 1º anuncio
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial, veja como
BONITO - MS - RESERVAS ANTECIPADAS
Em Bonito (MS), mergulho com cilindro no Rio Formoso, reserva antecipada até 50% de desconto, VEJA
600TÃO NA CONTA
Aniversariantes de janeiro podem transferir e sacar 2ª parcela dos R$ 600 neste sábado
FRIO, AR SECO E COVID-19
Frio, ar seco e covid-19, 'vassourinhas' do sistema respiratório ficam preguiçosas com o frio
ESCALADA DE ENTERROS
Brasil aproxima de 26 mil mortes por covid 19
ESTUPRO
Homem é preso em flagrante tentando estuprar mulher desacordada
AUXILIO EMERGENCIAL
A 2ª parcela do auxílio de R$ 600 foi cancelada? Saiba como resolver o problema
CORONAVIRUS NO BRASIL
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes