Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

Hospitais podem deixar de atender 300 mil no MS

3 Ago 2004 - 07h27
Em meio a uma das piores crises do setor de saúde pública da Capital e depois de os médicos de diversas especialidades oficilizarem o rompimento, agora os hospitais de Mato Grosso do Sul ameaçam suspender o atendimento aos 300 mil usuários de 14 planos de saúde de autogestão. Os estabelecimentos cobram reajuste de 15% a 20% nas tabelas de procedimentos médicos, que representa a reposição da inflação registrada nos últimos dois anos. A contra proposta da Unidas, que congrega 12 planos, será apresentada na quinta-feira.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Saúde e Hospitais (Sindhesul), Fauzi Adri, o descredenciamento, classificado como uma “medida extrema”, poderá ser adotado para fazer valer a negociação na próxima semana. “Se não houver acordo, alguns hospitais não querem mais continuar, mas qualquer medida será adotada em conjunto”, ressaltou. Os mais radicais são hospitais com um número pequeno de clientes de convênios.
 
Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho