Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 12 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Hospitais podem deixar de atender 300 mil no MS

3 Ago 2004 - 07h27
Em meio a uma das piores crises do setor de saúde pública da Capital e depois de os médicos de diversas especialidades oficilizarem o rompimento, agora os hospitais de Mato Grosso do Sul ameaçam suspender o atendimento aos 300 mil usuários de 14 planos de saúde de autogestão. Os estabelecimentos cobram reajuste de 15% a 20% nas tabelas de procedimentos médicos, que representa a reposição da inflação registrada nos últimos dois anos. A contra proposta da Unidas, que congrega 12 planos, será apresentada na quinta-feira.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Saúde e Hospitais (Sindhesul), Fauzi Adri, o descredenciamento, classificado como uma “medida extrema”, poderá ser adotado para fazer valer a negociação na próxima semana. “Se não houver acordo, alguns hospitais não querem mais continuar, mas qualquer medida será adotada em conjunto”, ressaltou. Os mais radicais são hospitais com um número pequeno de clientes de convênios.
 
Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA CORONAVIRUS
Filho de ex-jogador famoso vende geleias e não vê o pai há nove anos
SOB INVESTIGAÇÃO
Maria Aldenir lutou com assassino, mas viu a filha ser morta com 24 facadas
AVANÇO DA PANDEMIA
Mais 903 casos e 33 mortes por coronavírus foram registrados em 24h em MT
BRASIL - 71.515 MORTES
Brasil tem 1.842.127 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
MAIS UM
Vírus com potencial pandêmico é detectado pela Fiocruz no Paraná
VÍTIMAS DE COVID-19
Mãe de médico morre horas após o filho e dois dias após o pai, vítimas da covid
VÍTIMA DE COVID-19
Covid tira de cena um dos últimos montadores do carro brasileiro
CD TRIBUTO AO PADRE ZEZINHO
No ano em Padre Zezinho faz 79 anos, Manoel Caires lança seu primeiro CD 'Tributo ao Padre Zezinho'
PAGAMENTO DO AUXILIO
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
AUXILIO EMERGENCIAL
Governo vai liberar mais 1,5 milhão de auxílios. Saiba como reclamar se o seu for negado