Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Horário de verão altera o relógio do corpo; entenda

17 Out 2009 - 10h18Por Terra

Com o horário de verão chegando - sábado, dia 18 de outubro, à meia-noite, os relógios precisam ser adiantados -, muita gente já se preocupa com aquela horinha que vai perder.

E a mudança não significa apenas ter menos tempo para aproveitar a noite. O corpo realmente demora um pouquinho para se adaptar. O relógio interno, acostumado com o dia de 24 horas, estranha quando ele tem apenas 23h.

 

Isso porque o organismo tem um relógio biológico natural e, com a rotina, se acostuma a acordar naturalmente ou se preparar para dormir em determinado momento do dia. Quando o horário de verão chega, uma hora dessa rotina é "deslocada" e o organismo demora um pouco a perceber.

"O horário de verão mexe com o relógio do nosso organismo - o que chamamos de ritmo circadiano. Com isso, é muito comum o indivíduo ter maior irritabilidade, cansaço e, em alguns casos, até mesmo insônia", explica Roberto Cairalla, diretor clínico do Hospital Sírio-Libanês de Itatiba.

Na verdade, essa "horinha" a menos não acarreta maiores problemas ao corpo. "Em mais ou menos uma semana ele já se adapta. Uma hora é pouco para o corpo sentir alguma diferença que traga grandes danos", esclarece o especialista.

O problema seria maior se a alteração também fosse. Quando isso acontece - o famoso "jet lag", comum em viagens com destinos de fusos diferentes -, o organismo fica "louco" e até os hormônios se alteram.

Infelizmente, não há uma receita ideal para que o corpo possa se adaptar rapidamente com o novo horário. "Ter uma alimentação mais leve ou fazer exercícios físicos com certeza ajudam, mas ainda assim o corpo sofre com as alterações. Não há uma formula mágica", enfatiza Roberto, que também é cardiologista. O jeito mesmo é esperar o corpo se adaptar, sem perder o pique.

Para saber mais:

- O horário de verão tem início no terceiro domingo de outubro e termina no segundo domingo de fevereiro, exceto quando esse dia cai no Carnaval. Quando isso acontece, prolonga-se o horário por mais uma semana, tendo seu término no terceiro domingo de fevereiro.

- Ele só abrange a região Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Isso porque as regiões próximas à linha do Equador sofrem mudanças bem sutis na incidência do Sol, então não teria porque se adaptarem ao horário, criado para economizar energia.

- O governo federal estima que a economia de energia chegará a 5% nos horários de pico de consumo.


- As regiões que não possuem o horário de verão sofrem apenas com as programações da televisão, que costumam adaptar o seu horário para igualar com o de Brasília.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai