Menu
SADER_FULL
terça, 7 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
Brasil

Homem vai receber acerto salarial e desaparece em Caarapó

9 Out 2009 - 14h18

José Nilson dos Santos, 28 anos, morador em Caarapó, está desaparecido desde a última segunda-feira (5).

De acordo com sua esposa, Danyjara de Souza Gomes Lima (19), seu marido trabalhava em uma empresa que presta serviço a uma usina na cidade e na segunda-feira saiu de casa por volta das 7h para receber seu acerto salarial, após ser demitido, e não mais retornou.

Danyjara disse ter tentado contato via telefone celular por diversas vezes com seu marido, mas o sinal só da fora de área. Na ocasião, José Nilson estava com seu veículo VW/Gol de cor bege, placas ADT-0553 de Ponta Porã-MS e trajava uma camisa na cor azul, boné na cor branca, calça jeans escura e tênis.

Esse é o segundo caso de desaparecimento no município de Caarapó nessa semana. Na mesma segunda-feira (05), o trabalhador rural, Pedrinho Cardoso (21), também desapareceu misteriosamente, enquanto trabalhava em uma usina.

Se alguém tiver alguma informação sobre o paradeiro dessas pessoas, favor entrar em contato com a Polícia Civil de Caarapó no telefone 3453-1311.

Leia Também

SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança