Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Habilitações de telefonia móvel no país passam de 185 milhões

16 Jul 2010 - 08h39Por Agência Brasil
O número de linhas de telefones celulares chegou a 185,1 milhões após o registro de 1,4 milhão habilitações no mês de junho. De acordo com os dados divulgados hoje (15) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), de janeiro a junho de 2010 foram feitas 11,1 milhões de assinaturas.

Segundo a Anatel, a teledensidade (linhas habilitadas por grupo de 100 habitantes) do país em junho atingiu 95,92, um crescimento de 0,69% em relação a maio.

A maioria dos acessos, 152,3 milhões (82,32%), são de pré-pagos. Três regiões apresentaram mais de um acesso por habitante, com acessos acima de 100: Centro-Oeste (114,8), Sudeste (106,9) e Sul (100,13). A Região Norte tem teledensidade de 77.9 e a Nordeste, de 77.73.

A operadora Vivo lidera em número de habilitações, com 30,24% do total. A Claro vem em segundo lugar, com 25,33%, a Tim em terceiro com 24%, e a Oi em quarto, com 20,08. Depois aparecem as operadoras CTBC, Sercomtel e Unicel, todas com menos de 1% de participação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada