Menu
SADER_FULL
quarta, 27 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Grupo paulista estuda instalação de usina no Estado

25 Ago 2006 - 15h15
O Grupo Tavares de Almeida confirmou através de seu sócio-proprietário, Luciano Santos Tavares de Almeida, durante reunião hoje de manhã com o secretário de Estado da Produção e do Turismo, João Cavalléro, que pretende instalar uma usina sucroalcooleira no Estado. Com previsão de investimento próximo a R$ 200 milhões e geração de 1,2 mil postos de trabalho, a unidade terá capacidade de moagem de 1,2 milhões de toneladas/safra, sendo 100% da produção destinada para o mercado externo.

De acordo com João Cavalléro, o governo estadual tem grande interesse na consolidação desse empreendimento, até porque a diversificação da base produtiva do Estado é uma das metas da atual gestão. Quanto ao município onde o grupo deve se instalar, segundo Cavalléro, ainda não há confirmação por parte do empresário. “Estamos em negociação. Embora ainda não tenham confirmado a localização da unidade, eles já visitaram três municípios – Chapadão do Sul, Ribas do Rio Pardo e Bandeirantes – e ainda devem passar por outros dois”, apontou o secretário se referindo a Antônio João e Novo Horizonte do Sul, cujos prefeitos municipais também participaram da reunião.

Segundo Luciano Tavares de Almeida, a decisão deve sair nos próximos 60 dias. Ele justificou a escolha de Mato Grosso Sul devido aos incentivos fiscais concedidos pelo governo estadual bem como a localização estratégica do Estado, logística e disponibilidades de grandes extensões de terras. “É praticamente certo a instalação da nossa segunda unidade aqui, a questão agora é de estudar um local que nos dê segurança quanto à logística”, explicou o empresário, referindo-se ao escoamento da produção.

Ainda conforme Tavares de Almeida, a principal intenção do grupo é de trabalhar em parceria com os produtores. "Dos 15 mil hectares que precisamos para atingir nossa capacidade de moagem (1,2 milhão de toneladas/safra), 86% será através da ação conjunta com produtores, seja por meio do arrendamento de terras ou via fornecimento do produto", destacou.

Os prefeitos de Antônio João e Novo Horizonte do Sul, Juneir Martinez Marques e Marcílio Benedito, respectivamente, apresentaram, durante a reunião, as potencialidades de seus municípios. Conforme Juneir Martinez, a grande extensão de terras nos sete assentamentos de Antônio João – em torno de 60 mil hectares – e a localização fronteiriça ao Paraguai, seriam os principais atrativos de Antônio João. Já em Novo Horizonte do Sul, segundo Marcílio Benedito, os pontos fortes são logística, topografia e terras aptas para o cultivo da cana-de-açúcar.


Números em MS - Atualmente Mato Grosso do Sul conta com 10 usinas sucroalcooleiras instaladas em nove municípios: Nova Andradina, Naviraí, Brasílândia, Maracaju, Rio Brilhante, Sonora, Sidrolândia, Nova Alvorada do Sul e Aparecida do Taboado. Essas indústrias produzem juntas 11 milhões de toneladas de cana/safra (previsão safra 2006/2007) e geram em torno de 100 mil empregos entre diretos e indiretos.

De acordo com os números atuais do Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado (CDI), vinculado à Seprotur (Secretaria de Estado da Produção e do Turismo), outros 32 processos de pedido de incentivo para instalação de usinas estão em andamento. Os projetos somam R$ 5,7 bilhões, em previsão de investimento, com geração de 47,7 mil empregos.

Ainda segundo dados do CDI, caso se confirme a instalação dessas usinas no Estado, elas terão uma capacidade de moagem de 59,6 milhões de toneladas/ano, sendo a produção de açúcar próximo a 57,1 milhões de toneladas/ano, e de álcool em torno de 2,1 milhões de m³/ano. Nesse caso, a área de plantio deve chegar a 741,9 mil hectares.

Também participaram da reunião os superintendentes de Indústria e Comércio e de Agricultura e Pecuária da Seprotur, Sadi Depauli e Benedito Mário Lázaro, respectivamente, o secretário-executivo do Conselho Estadual do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) e coordenador de apoio técnico da Seprotur, Jerônimo Chaves, o consultor João Bosco, o empresário José Silvio dos Santos, o vereador e o secretário de Planejamento de Novo Horizonte do Sul, Aldenir Barbosa e Daniel Alves, respectivamente. (APn)

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Julgue com justiça
LIÇÕES DA BÍBLIA
Amem o estrangeiro
LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos