Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 9 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
DOURADOS

Grupo Pão de Açúcar investirá R$ 32 milhões em Dourados

8 Jun 2010 - 07h25Por Fátima News com Assecom

O Pão de Açúcar, um dos maiores grupos de empresas privadas do Brasil irá investir R$ 32 milhões em Dourados com a instalação de mais uma unidade em Mato Grosso do Sul. A filial do Hipermercado Extra, será construída na extensa área em frente ao Terminal Rodoviário, o terreno pertence ao grupo já há alguns anos.

A área construída de 16 mil metros quadrados, incluindo estacionamento, vai propiciar a geração de 250 empregos diretos. O projeto já foi aprovado pelo município e a obra se inicia no mês de julho, conforme informou o secretário de Agricultura, Indústria e Comércio, Maurício Peralta.

Ele disse ainda que o Grupo Pão de Açúcar que possui empresas nos grandes centros do país, estabeleceu um prazo de no máximo quatro meses para que a obra seja concluída. “Eles têm a pretensão de inaugurar este novo empreendimento em novembro, já que a aposta em Dourados é bastante grande. O grupo tem previsão de faturamento em torno de R$ 60 milhões no município, isso no primeiro ano de instalação do Extra”, destacou.

Nesta segunda-feira(07), Peralta se reuniu com o prefeito Ari Artuzi, para avaliar o projeto do Grupo Pão de Açúcar para Dourados. O empreendimento que também foi incluído no PID (Programa de Incentivo ao esenvolvimento) do município é mais um que sinaliza para o incremento da economia local com a geração de emprego e renda, além de colocar Dourados na condição de grande centro de investimento no Brasil.

O prefeito relatou que a administração tem procurado ser flexível na aprovação de projetos de novos empreendimentos para a cidade e que por meio do PID vem estimulando a concessão de incentivos fiscais entre eles, doação de áreas, isenção de tributos como IPTU(Imposto Predial e Territorial Urbano), ISSQN(Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) e ainda execução de obras como terraplanagem.

Artuzi explicou ainda, que o município de Dourados desenvolve atualmente uma política de oferecer suporte ao setor empresarial. “Temos trabalhado para dar o incentivo que o empresário precisa para investir na nossa cidade e nos ajudar a oferecer cada vez mais emprego à população. Este é um trabalho que estamos fazendo e que dá apoio ao pequeno, ao médio e também ao grande empresário”, enfatizou o prefeito.

Ao analisar o projeto de instalação da terceira unidade do Extra no Estado, o secretário de Agricultura, Indústria e Comércio, lembrou que a área onde será construído o hipermercado é no quarteirão da Avenida Marcelino Pires com a Weimar Torres, em frente á Rodoviária, um espaço que foi durante muitos anos, cedido para instalação de parques, circos, rodeio e exposições.

“O espaço era disponibilizado a esses eventos, até em razão de ser um local onde não havia edificação e que já era de propriedade do Grupo Pão de Açúcar. Como agora os empresários perceberam que o município já possui estrutura, logística e nível de desenvolvimento para comportar um empreendimento deste porte, decidiram trazer o Extra para Dourados”, esclareceu Peralta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSPEITOS COVID-19
Veja autoridades que se reuniram com Bolsonaro nos últimos dias, de acordo com a agenda oficial
ABSURDO
Indígena com Covid-19 sofre aborto espontâneo e recebe feto em garrafa de soro
VITIMA DA COVID 19
Após ficar 3 dias a espera de UTI Cacique xavante líder das causas indígenas morre com Covid-19
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques e transferências dos aprovados no terceiro lote nascidos em fevereiro
URGENTE - PRESIDENTE COM COVID-19
URGENTE: Bolsonaro testa positivo para coronavírus
PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem