Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Grupo de estudo prepara novo autódromo para GP do Brasil

24 Out 2006 - 12h45
O ministro dos Esportes, Orlando Silva Jr., afirmou nesta terça-feira, durante solenidade em que o presidente Lula condecorou Felipe Massa com a medalha de Honra ao Mérito Esportivo, que um grupo de estudo prepara um novo projeto de autódromo que deverá ser sede do GP do Brasil em "alguns anos".

De acordo com Silva, oito pessoas já conversam sobre idéias para o novo local da disputa, que deve ser construído em Guarulhos, cidade próxima a São Paulo e que possui o Aeroporto Internacional, maior entrada de passageiros via aérea do Brasil, e as rodovias Presidente Dutra e Ayrton Senna, áreas de fácil e rápido acesso para as equipes.

Fazem parte do grupo de discussão quatro frentes: a Prefeitura de Guarulhos, a Rede Globo - detentora dos direitos de transmissão do evento -, a empresa que organiza e promove o GP e o Ministério dos Esportes.

Segundo o ministro, a corrida de F-1 é "um dos grandes eventos esportivos do Brasil" e merece toda a atenção e investimentos necessários.

"Trata-se de um grupo de trabalho que está avaliando a possibilidade se construir um novo autódromo. Mas o investimento majoritário deve vir da iniciativa privada, como a Petrobrás, que tem interesse em internacionalizar a sua marca. O Estado poderia colaborar, mas na infra-estrutura", explicou Silva.

Para o ano de 2007, a FIA já confirmou a etapa brasileira para 21 de outubro e no Autódromo de Interlagos, fechando a temporada.

"São Paulo tem recebido muito bem o GP e tem tido elogios por isso. Mas queremos antecipar (um novo autódromo) para poder dar tranqüilidade e condições aos participantes do evento", explicou o ministro.

A transferência da corrida para outro estado é praticamente descartada pelo organizador do Grande Prêmio Tamas Rohonyi.

"Temos sete mil pessoas treinadas para o evento, é algo muito difícil de acontecer", explicou.

Com quatro áreas em estudo em Guarulhos e um orçamento prévio estipulado entre R$ 120 e R$ 130 mihões, o novo autódromo reuniria uma infra-estrutura moderna e asfalto de qualidade.

"Atualmente, para trocar o asfalto de Interlagos, custaria o preço de mandar um homem para a Lua, tem que cavar dois metros só de pedra. E em Guarulhos já há uma área perto do aeroporto que está dentro da zona ambiental, justamente por causa do barulho dos aviões, e que pode receber o novo empreendimento", concluiu Rohonyi.

A escolha de Guarulhos pode ser facilitada pela recepção da prefeitura local e pelo esforço realizado pelo secretário de Esportes da cidade, Julio Filgueira.

"Existe um grande esforço por parte do município para modernizar os equipamentos e ginásios esportivos e, futuramente, transformar Guarulhos em um grande pólo de eventos esportivos. A construção do autódromo faz parte dessa iniciativa", afirmou Filgueira no mês passado.

 

 

Terra Redação

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA