Menu
SADER_FULL
sábado, 12 de junho de 2021
Busca
Brasil

Grazielle Machado questiona falta de investimentos em Saúde Neo Natal

20 Nov 2009 - 13h10Por Fátima News, com Assessoria

“Os agentes políticos de Mato Grosso do Sul não direcionam investimentos para equipar os leitos de UTI Neo Natal em Campo Grande , porque a ação não dá votos”, a frase foi dita na abertura do discurso da líder do partido da República, vereadora Grazielle Machado, na Câmara Municipal de Campo Grande ao questionar a falta de investimentos públicos em leitos de UTI Neo Natal e Unidades intermediárias para bebês prematuros.

 

 

Grazielle Machado que há pouco mais de um mês foi submetida a uma cirurgia cesárea de emergência e permaneceu por 15 dias, com sua pequena Giovanna na UTI da Maternidade Cândido Mariano sentiu na pele, a importância dos investimentos públicos em saúde, ao lembrar que no início de 2006, intermediou, em ação conjunta com o presidente da Câmara Municipal, vereador Paulo Siufi Neto, o deputado estadual Londres Machado e o então Secretário de Saúde, Mathias Gonzáles, a entrega de 05 leitos intermediários de UTI Neo Natal na Maternidade Cândido Mariano.

 

 

Segundo ela, não há poder, dinheiro ou parentesco que tire a angustia de uma mãe ao necessitar de uma UTI para seu filho pré-maturo e não conseguir um leito disponível, justificando que a pequena Giovanna precisou aguardar por uma noite e um dia inteiro uma vaga na UTI da Maternidade Cândido Mariano.

 

 

Hoje, Campo Grande conta com uma estrutura de 14 leitos de UTI, sendo 10 leitos na Maternidade Candido Marianos e apenas quatro na Santa Casa. No Hospital Universitário, faltam equipamentos para manter o sistema de UTI funcionando e o Hospital particular El Kadri funciona como alternativa para mães com poucos recursos, direcionadas pela Secretaria Municipal de Saúde. “Efetivamente apenas 14 leitos de UTI atendem os 78 municípios de Mato Grosso do Sul. Uma estrutura muito pequena”, argumenta.

 

 

Na visão de Grazielle, faltam investimentos na área de saúde Neo Natal em Mato Grosso do Sul, mas acima de tudo falta sensibilidade dos agentes políticos em direcionar suas atenções ao problema. Para ela, faltam ações deliberadas no sentido de descentralizar os atendimentos no interior do Estado através da implementação de Unidades em cidades estratégicas como Corumbá, Dourados, Três Lagoas e Coxim.

 

 

Ações - Na próxima semana, a vereadora Grazielle Machado tem, em sua agenda de trabalho, uma reunião com a Secretária Estadual de Saúde, Beatriz Figueiredo Dobashi. Na pauta, a solicitação de um curso técnico que será ministrado pelos profissionais do Hospital Universitário, aos médicos, enfermeiros e técnicos da Maternidade Cândido Mariano. O Objetivo é a implantação do projeto Mães Canguru.

 

 

Mais além, Grazielle Machado deverá protocolizar um projeto de Lei que garantirá, o benefício do passe livre, com a isenção total da tarifa de transporte coletivo, às mães que tenham bebês internados em leitos de UTI, na cidade de Campo Grande.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta