Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 27 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Grade escolar de MS oferece ensino de Filosofia há seis anos

3 Ago 2006 - 08h36
Presente na grade curricular do ensino médio no Estado desde 2000, as disciplinas de Filosofia e de Ciências Sociais – Sociologia, busca esse aperfeiçoamento humano dentro da sala de aula, por meio do convívio escolar, até o ambiente familiar de cada estudante. “Mato Grosso do Sul já vinha desde 1999 promovendo debates para a implantação das duas disciplinas na grade”, destaca a técnica da Secretaria de Estado de Educação (SED), Zaíra Portela.

As discussões se baseavam na Lei de Diretrizes e Bases (LDB), aprovada em dezembro de 1996, a qual destaca, no artigo 36, “domínio dos conhecimentos de Filosofia e de Sociologia necessários ao exercício da cidadania”.

Através da Resolução/SED 1912, de 28 de dezembro de 2005, houve uma nova reestruturação das disciplinas para o ensino médio. Ficaram estabelecidas duas aulas semanais de Filosofia aos alunos de 1º a 2º anos do ensino médio. O conteúdo de Ciências Sociais – Sociologia é aplicado ao 3º ano, em duas aulas semanais.

A obrigatoriedade da aplicação das disciplinas foi instituída pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) no início de julho (dia 7). Assim como Mato Grosso do Sul, outros 16 estados já tinham as disciplinas na grade escolar, de acordo com o Ministério da Educação. Para Zaíra, Mato Grosso do Sul foi um dos pioneiros a incentivar as discussões sobre a implantação das matérias, que pudessem, também, fazer uma leitura regional sobre acontecimentos históricos importantes como a Guerra do Paraguai e fazer um resgate sobre a cultura indígena.


Mais que palavras - Distinta das demais disciplinas, como Matemática ou Língua Portuguesa – consideras ciências, com objetivos e metodologia específicos –, a Filosofia ainda tem de transpor o estigma de tratar apenas de teorias. “Muitos ainda a vêem como aquela matéria que apenas divaga, que fica apenas na teoria”, explica José Antônio. “Na realidade, a origem da Filosofia está no questionamento objetivo da origem das coisas, do universo, do que ‘eu’ quero ser”. Segundo o professor, é a partir desses questionamentos que o homem amadurece, se desenvolve e passa a compreender melhor o mundo ao redor dele.

Este é o primeiro ano que José Antônio leciona a disciplina. No início, os alunos ainda não tinham muita convicção sobre o conteúdo, se seria algo realmente aplicável. “Isso tudo foi desconstruído a partir do momento que eu expliquei as origens da disciplina e como se dariam as aulas.” Através da dinâmica de apresentação de filmes, mostras teatrais e buscas pela internet, os conteúdos foram sendo aplicados, aliando temas pertinentes à juventude – como violência, drogas, sexualidade, gravidez precoce – com o embasamento teórico próprio da disciplina.

Hoje, José Antônio consegue perceber a motivação dos alunos em relação às aulas, tanto na participação como no entendimento que a Filosofia traz para a vida deles. Entre os objetivos da disciplina estão a formação de um ponto de vista claro e objetivo, a argumentação, o compromisso com a verdade e a reconstrução de valores. “Acredito que a disciplina tem caráter de investimento no próprio cidadão, mais compromissados e que saibam o peso de seu voto e que também possam se tornar representantes mais engajados.” (Secretaria Estadual de Educação).

 

 

APn


Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Julgue com justiça
LIÇÕES DA BÍBLIA
Amem o estrangeiro
LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos