Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 30 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Governo triplica investimento em segurança e reforça efetivo nas ruas

23 Ago 2010 - 10h18Por Fátima News com assessoria

Nos primeiros três anos e seis meses de administração, o governador André Puccinelli triplicou o investimento anual em obras da área de segurança pública, viaturas, armamentos, além de ter contratado por concurso segurança 2.279 policiais, entre policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários. Foram investidos quase R$ 100 milhões (exatos R$ 99,8 milhões), uma média anual de R$ 27,30, 329% a mais que a média aplicada entre 1999 e 2006 durante a administração petista, que totalizou em oito anos R$ 72,3 milhões de investimento.

 

O orçamento da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, computando o sistema penitenciário, passou de R$ 412,05 milhões em 2006, para R$ 699,82 milhões, incremento de 69%. Com maior efetivo, viaturas novas e reforço no armamento, a Polícia passou a ter uma atuação mais forte nas ruas. O reflexo é a redução dos índices de criminalidade.

 

Em duas gestões, entre 1999 e 2006, o governo anterior investiu R$ 37.824.59,49 em obras na área de segurança. Na administração André Puccinelli já foi aplicado R$ 49.272.771,73, dinheiro usado em obras como a construção de seis prédios para a Polícia Militar, reforma e ampliação de outras 15; construção de uma delegacia e de 14 agências municipal do Detran.

 

Segundo o secretário de Segurança, Wantuir Jacini, em 2007, no início da atual gestão, a Polícia Militar tinha um efetivo de 3.500 homens, menor que da PM de Mato Grosso, estado vizinho, com uma população um pouco maior que a sul-mato-grossense, com 4.800 policiais. A PM ganhou o reforço de 1.616 policiais, uma média de 451 policiais por ano. Em oito anos, o governo anterior contratou 821 policiais, média anual de 102 contratações. André adquiriu 863 viaturas (entre motos e veículos), mais do que as 821 compradas durante os oito anos da administração passada. A compra das viaturas custou R$ 44.320.808,51. Foram adquiridas 3.995 armas e 2.358 equipamentos de segurança, mais R$ 6,1 milhões investidos, ante R$ 3,1 milhões (na gestão anterior), além de 1 milhão de unidades de munição destinadas ao treinamento e utilizadas nas operações.

 

Além de aumentar o efetivo e melhorar as condições de trabalho dos policiais, o Governo optou, como arma para reduzir a criminalidade,  implantar a filosofia da polícia comunitária que estabelece uma relação mais próxima dos policiais militares com a comunidade. Jacini explica que na capital já foram ativadas quatro bases comunitárias de segurança localizadas nos bairros Nova Lima, Coophasul, Aero Rancho e Coophavila II. “No bairro Nova Lima reduzimos em mais de 40% a violência com crimes de assalto, furto e, principalmente, homicídio. Com a filosofia da policia comunitária, o policial visita a comunidade e os comerciantes para estabelecer um canal de comunicação mais estreito. Isso cria confiança do cidadão e dá oportunidade de o policial ter acesso às informações  de pontos de drogas, por exemplo, ou de pessoas suspeitas”, explicou.

 

Durante as visitas ao comércio e com a comunidade, os policiais deixam o número do celular para a comunicação direta. “É a possibilidade de um contato maior com o cidadão numa relação de cumplicidade. Isto facilita o contato quando a comunidade precisar dos policiais militares com mais rapidez”, justificou. Segundo o comandante geral da PM, Coronel Carlos Alberto David, está sendo estudada a ativação de outras seis bases comunitárias, mas ele já adiantou que o bairro Jardim Los Angeles será o próximo contemplado. “No Los Angeles é uma obra emblemática. Vamos reformar o prédio da PM localizado ao lado da Escola Estadual Marçal de Souza Tupã-Y e construir um salão para reuniões da comunidade”, revelou.

 

Dentro desta filosofia a comunidade está participando do planejamento das ações policiais, como no final do ano numa reunião com a Associação Comercial de Campo Grande e a Câmara de Dirigentes Lojistas. “Eles participaram do planejamento das ações para a operação durante os festejos natalinos e do reveillon”, lembrou.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA É LEI
AGORA É LEI: Prisão de até 05 anos para maus-tratos contra cães ou gatos
PANDEMIA
Covid-19: Brasil tem 142 mil óbitos e 4,74 milhões de casos acumulados
+ CONSUMO
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas