Menu
SADER_FULL
quarta, 16 de junho de 2021
Busca
Brasil

Governo quintuplica oferta de dentaduras no Brasil

7 Out 2009 - 07h34Por Folha Online

O Ministério da Saúde pretende quintuplicar a oferta de próteses dentárias no Brasil até o final de 2010. Para isso, o governo vai dobrar o valor do repasse para a produção das dentaduras: saltará de R$ 30 para R$ 60 cada uma. Segundo o ministério, há cerca de 6 milhões de brasileiros na fila esperando uma prótese e a expectativa é zerar a demanda em dez anos.

As ações de saúde bucal, que serão anunciadas hoje, fazem parte da ampliação do programa Brasil Sorridente, que receberá um investimento de R$ 53,1 milhões em 2010.

Entre as principais medidas estão a criação de 96 novos centros de especialidades odontológicas em 18 Estados (hoje são 675), a compra de 160 unidades móveis odontológicas e o fornecimento de equipamentos odontológicos para aparelhar as novas equipes.

De acordo com Gilberto Pucca, coordenador do Programa de Saúde Bucal do ministério, durante muito tempo o país não ofereceu tratamento bucal gratuito e muitos pacientes tiveram seus dentes extraídos sem necessidade.

"Não havia alternativa e o sistema público não financiava a reabilitação odontológica. Desde a implantação do programa, deixamos de extrair mais de 3 milhões de dentes. Com menos extração e com maior oferta de próteses, já começamos a cobrir esse buraco", diz.

Higiene

Uma revisão científica publicada hoje pela Cochrane (rede global dedicada à revisão de pesquisas na área de saúde) e realizada pela Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da USP (Universidade de São Paulo) mostra que a melhor forma de limpar as próteses é escová-las com creme dental.

Apesar de ser um assunto relevante, há poucos estudos disponíveis, segundo Raphael Freitas de Souza, professor da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da USP e pesquisador principal.

"Há um número muito grande de desdentados no mundo. A expectativa de vida tem aumentado e, ao contrário do senso comum, o número de pacientes que precisam de dentadura, também", diz.

Foram avaliados seis estudos que compararam métodos de limpeza com escova e pastilhas efervescentes especiais para esse fim. Para a remoção da placa bacteriana, a escova se mostrou uma melhor alternativa.

"As publicidades sugerem que as pastilhas substituem a escovação, mas a revisão mostra que a evidência disso é muito escassa", diz Souza.

Tanto as dentaduras quanto as pontes móveis devem ser bem higienizadas ao menos três vezes por dia. Além do risco de manchas, placa bacteriana, tártaro e mau hálito, a limpeza malfeita pode favorecer a proliferação de bactérias e causar infecções em pessoas com sistema imune debilitado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado
ANTECIPAÇÃO
Governo antecipa pagamento de parcelas do auxílio emergencial
918d8b7fa56ee0a828ae4ad908fedeb3 ATENTADO AO PUDOR
Casal é flagrado fazendo sexo em plena praça pública no dia dos Namorados
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem morre após desviar de buraco e cair com carro em córrego