Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 13 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Governo quer evitar convocação extra da Câmara

26 Out 2004 - 17h24
O governo federal prefere aumentar os esforços para conseguir votar as medidas provisórias e os projetos considerados prioritários ainda este ano a ter de recorrer à convocação extraordinária dos parlamentares em janeiro. O líder do governo na Câmara, deputado Professor Luizinho (PT-SP), disse hoje que, se necessário, vai convocar a base aliada para jornadas quádruplas para votar as MPs que trancam a pauta - atualmente são 17 - e os projetos prioritários, como as leis de Biossegurança e de Falências.

"A base aliada vai estar aqui para votar de manhã, de tarde, de noite e de madrugada se necessário para darmos conta da pauta até 15 de dezembro", disse Luizinho a jornalistas.

Outra condição para não haver a convocação em janeiro é, segundo Luizinho, o fim da obstrução dos partidos da oposição. PFL e PSDB estão há quase dois meses usando artifícios regimentais para tornar lenta a votação dos projetos. Recentemente PPSe PMDB se juntaram à manobra. "Se tiverem bom senso e se permitirem que a maioria vote e execute o legítimo direito de poder votar todas as matérias até 15 de dezembro" a convocação não será necessária, afirmou Luizinho. O PFL, no entanto, culpa o governo pela paralisia da Câmara.

O governo também teria interesse em acelerar o andamento da pauta da Câmara para poder apresentar em novembro a emenda que permite a reeleição dos presidentes das duas Casas do Congresso. Mas há divergências sobre essa questão mesmo na base aliada, sobretudo no PMDB, que recebe bastante influência do senador Renan Calheiros (AL), líder do partido no Senado, que almeja suceder José Sarney na presidência da Casa.

Antes de pensar na convocação extraordinária, o governo terá de avaliar, então, como contornar esses problemas para evitar que a paralisia perdure.
 

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo