Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Governo quer agilizar Universidade para Todos

2 Set 2004 - 14h35
O governo federal vai esperar as votações do esforço concentrado do Congresso Nacional, que começam no dia 15 de setembro, para definir se editará uma medida provisória para agilizar a implantação do Programa Universidade para Todos (Prouni). O programa cria vagas públicas nas universidades filantrópicas e particulares para alunos de baixa renda. “Se não for votado dia 15, o presidente da República vai ter que tomar uma decisão a respeito desse assunto”, afirmou o ministro da Educação, Tarso Genro.

De acordo com Tarso, é fundamental garantir que, pelo menos, a “espinha dorsal” do Prouni não seja modificada: a reserva de 20% das vagas nas filantrópicas e 10% nas particulares. Apesar da tentativa, o relator do projeto de lei, o deputado federal Irineu Colombo (PT-PR) já realizou
várias modificações, permitindo, inclusive a concessão de bolsas parciais. “Nós não renunciamos o percentual forte de vagas gratuitas para estudantes de baixa renda, o resto é negociável, se pode adaptar, se pode conceder”, argumentou o ministro.

Segundo ele, o Ministério da Educação (MEC) está estudando outras formas de viabilizar o Prouni e já fechou acordo com 31 instituições de ensino superior para garantir 20 mil vagas, mas não abre mão do projeto. “Mas para que nós alcancemos 80 a 100 mil vagas, como nós queremos, é necessária a votação”, insistiu ele.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada