Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Governo proíbe mais de 100 medicamentos

7 Dez 2004 - 07h00
Aproximadamente 130 medicamentos similares foram proibidos hoje pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) porque os laboratórios fabricantes não apresentaram os testes de biodisponibilidade relativa. A medida segue a resolução que tem como objetivo garantir que o remédio similar tenha o mesmo desempenho do medicamento referência, ou seja, de marca.

Todos os similares proibidos são usados no tratamento de doenças de alto risco, como hipertensão, epilepsia, asma e problemas cardíacos.

De acordo com o diretor-adjunto da Anvisa, David Rumel, os fabricantes terão o registro do produto cancelado e deverão recolhê-los do mercado. "Tiveram tempo de provar. Quem não provou está fora do mercado", disse David. Amanhã, a resolução com a listagem dos medicamentos será publicada no Diário Oficial da União.

Segundo David Rumel, o teste de biodiversidade relativa é um teste feito com pacientes, onde se compara a absorção, distribuição e eliminação do do princípio ativo para a corrente sangüínea de dois medicamentos, tanto o de referência quanto a cópia. A cópia, que no caso é o similar, tem que provar que sua distribuição é igual ao medicamento de referência.

Os produtos de alto risco - chamados de baixo índice terapêutico - causam rápido efeito tóxico com pequenas alterações de doses, o que pode colocar em risco a vida dos pacientes.

Todos os similares novos que estarão no mercado até 2014 serão submetidos a testes em centros habilitados pela Anvisa. Para saber quais são os medicamentos proibidos está disponível o telefone disque-saúde da Anvisa: 0800-611997

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada