Menu
SADER_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Governo mantém fortuna de R$ 850 mi aplicada em bancos oficiais

22 Jan 2010 - 18h00Por Mídia Max

O governo do Estado mantém uma fortuna em reservas em dinheiro em bancos oficiais, segundo admitiu hoje o próprio governador André Puccinelli (PMDB). Pela primeira vez, ele mencionou valores, mas se recusou a fornecer os detalhes que a oposição tinha solicitado por meio de requerimento encaminhado no ano passado.

Conforme o governador, as reservas já chegaram a R$ 850 milhões. “Agora, onde estão [os depósitos]? Estão em bancos oficiais. Já teve R$ 850 milhões. Agora é um pouco menos”, respondeu à imprensa ao deixar evento de lançamento da 14ª edição do Showtec, no auditório da Secretaria de Produção.

André fugiu de explicar os motivos da suposta redução nos valores. Porém, deu a entender que tenha relação com o fato de os recursos serem oriundos da chamada fonte 100, transferências voluntárias ao Estado.

O governo estadual mantém um contrato com o Banco do Brasil que opera a movimentação de dinheiro do Poder Executivo. Porém, a instituição, por meio da assessoria de imprensa, negou ter conhecimento de reservas financeiras com recursos da fonte 100.

Em novembro de 2009, a oposição na Assembléia Legislativa, composta por quatro deputados do PT, conseguiu aprovar em plenário um requerimento no qual pedia detalhes como a fonte dos recursos aplicados, as instituições financeiras nas quais eles estão, os tipos de aplicação (poupança, fundos ou outros), taxa de rendimentos, entre outras perguntas. O autor é o deputado estadual Paulo Duarte (PT).

Em dezembro, às vésperas do recesso parlamentar, o governo encaminhou o balanço financeiro bimestral divulgado no Diário Oficial como resposta ao deputado. Porém, não satisfez Duarte. O petista alega que no documento não é possível aferir o que representam as reservas. “Ali não tem as informações que eu solicitei”, reclamou ao Midiamax em 29 de dezembro.

O deputado aguarda o retorno das atividades na Assembléia, em 2 de fevereiro, para enviar um novo requerimento ao Poder Executivo. Mas, o governador já demonstrou que não pretende agir de forma diferente. Para ele, o balanço enviado é resposta suficiente. “Basta pegar os balancetes e não ser burro. Lá tem condições de saber [quanto há em reservas]”, disse.

Sobre os detalhes: “Não preciso dizer”. “Eu não quero dizer”.

Questionado sobre a possibilidade de a oposição recorrer à Justiça para ter acesso aos dados completos, André se mostrou indiferente. “Pode ir à Justiça. É palco para se dirimir todas as dúvidas. É um direito que se tem”, avaliou.

A existência de reservas financeiras do governo do Estado rendendo juros em bancos foi revelada por fontes do primeiro escalão no ano passado, porém sem a autorização de André. Um secretário chegar a falar publicamente em R$ 2,4 bilhões. Alessandra de Souza

André no lançamento do Showtec; ele acha que já deu resposta suficiente à oposição


Quando soube o governador se aborreceu. Até esta manhã nunca tinha admitido a existência da aplicação. Contudo, havia assegurado que responderia a contento ao questionamento da oposição.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado