Menu
BANNER IMPRESSORAS
sábado, 13 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Governo discute redução de percentual de etanol na gasolina

7 Jan 2010 - 05h15Por Agência Brasil
Representantes dos ministérios da Fazenda, da Agricultura e de Minas e Energia começaram hoje (6) a discutir uma possível redução do percentual de álcool na gasolina.

O preço do etanol subiu recentemente em função da alta demanda e da baixa produção. Por causa das chuvas, 60 milhões de toneladas de cana-de-açúcar estão em pé nos canaviais sem serem colhidas, o que prejudicou a produção do combustível. Ontem (5), o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, afirmou que o mercado de etanol deve levar de 90 a 120 dias para ser normalizado.

“Houve uma redução no volume de produção de álcool em função das chuvas. É preciso pensar no equilíbrio disso”, afirmou hoje (6) o ministro da Fazenda em exercício, Nelson Machado.

A decisão sobre a diminuição da quantidade de etanol na gasolina deve ficar, contudo, para a próxima segunda-feira (10), quando haverá reunião do Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool (Cima). O conselho é formado pelos ministérios da Fazenda, Agricultura, Minas e Energia e Desenvolvimento.

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas