Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Governo combaterá grilagem de terras na área da BR-163

21 Ago 2004 - 10h25
O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) começou, nesta semana, a cadastrar a estrutura fundiária de toda a área de influência da BR 163. São 40 milhões de hectares, que vão de Cuiabá (MT) a Santarém (PA) e abrangem 50 municípios.

O objetivo é acabar com a grilagem de terras que, segundo o Incra, impede o desenvolvimento da região. A idéia é promover a sustentabilidade. O trabalho visa também diminuir o impacto sócio-ambiental provocado pela pavimentação da BR 163, que corta parte da floresta amazônica.

Serão investidos na operação R$ 30 milhões. Após os cadastros, os imóveis de até 100 hectares serão regularizados. Os terrenos maiores serão analisados individualmente. Imagens de satélites, coletadas durante vinte anos, irão ajudar no trabalho, identificando há quanto tempo os imóveis estão ocupados.

A Polícia Federal e o Exército participam do reconhecimento da estrutura fundiária, que é uma iniciativa conjunta de 14 ministérios e faz parte do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Área de Influência da Rodovia BR 163.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada