Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Governistas descartam votar reajuste de aposentados em 2009

6 Nov 2009 - 07h59Por Terra

O líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS), afirmou nesta quinta-feira que a base aliada governista não vai colocar em votação neste ano a emenda que garante a todos os beneficiários da Previdência Social o mesmo aumento concedido ao salário mínimo. Apesar do desgaste junto aos aposentados com a decisão, Fontana disse que o governo não tem condições de aprovar um aumento desse porte.

"Nós queremos votar um aumento real equivalente à metade do crescimento da economia. Mas não temos como votar neste ano um aumento igual ao salário mínimo. Queremos aumento real que é da metade do crescimento da economia. Ou seja, a economia cresceu 5%, vai ser 2,5%", disse Fontana.

Segundo o líder, o governo tem o apoio de parte dos aposentados e de algumas centrais sindicais para votar proposta que prevê o aumento real acima da inflação equivalente à metade do crescimento da economia. "Esse é um aumento responsável e possível, e que introduz política de recuperação destas aposentadorias. Se esta política que estamos querendo votar agora tivesse sido aprovada há seis anos, já teríamos um ganho de 31% para os aposentados que ganham mais que o mínimo."

Fontana disse que a oposição faz "luta política" ao defender publicamente o reajuste equivalente ao salário mínimo para os aposentados. "Na própria representação dos aposentados, há pessoas que me procuram dizendo que preferem este caminho de transformar aumento real em realidade do que uma luta interminável que a oposição está usando para fazer luta política", afirmou.

Os governistas não querem votar a matéria porque acreditam que, se for aprovada, vai provocar impactos da ordem de R$ 6 bilhões nas contas públicas somente em 2009. Fontana admitiu que o governo pode não ter o apoio da maioria da base para rejeitar a emenda e que por isso decidiu retirá-la de pauta. Se o projeto for aprovado, os governistas temem o desgaste político ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que teria que vetar o reajuste aos aposentados em ano pré-eleitoral.

Leia Também

TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19
FAMILIA GRANDE
Mãe dá à luz quíntuplos em maternidade de São Paulo
joao 5 39 examinais as escrituras 2_3 LIÇÕES DA BIBLIA
Por meio Dele Deus fez o Universo