Menu
SADER_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Governador entrega amanhã Centro de Monitoramento do Tempo

13 Out 2004 - 09h46
O governador Zeca do PT inaugura nesta quinta-feira, às 15 horas, o Centro de Monitoramento do Tempo, Clima e Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec-MS), dotando o Estado de instrumentos para fazer previsões do tempo, estudar o comportamento climático de cada região e se antecipar a fenômenos naturais que possam causar prejuízos materiais ou representar riscos à coletividade. O centro funcionará em área próxima à Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), no bairro Ipiranga, saída para São Paulo, em Campo Grande.

No local está instalada uma das cinco plataformas de coleta de dados que compreenderão a rede inicial do centro. Segundo informou o superintendente de Agricultura da Secretaria de Estado da Produção e do Turismo (Seprotur), Benedito Mário Lázaro, os equipamentos de cada plataforma custaram aproximadamente R$ 54 mil e sua instalação compreende investimento de R$ 15 a R$ 18 mil. Foram adquiridos pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e repassados ao Estado.

Além da plataforma central, serão implantadas outras quatro em Corumbá, Jardim, Coxim e Itaquiraí, pontos estratégicos para monitorar a passagem das principais correntes de vento que atingem Mato Grosso do Sul, explicou o superintendente. Dados como direção e velocidade dos ventos, umidade e temperatura do ar e do solo serão repassadas em intervalos pequenos de tempo das plataformas periféricas ao centro, possibilitando a construção de mapas meteorológicos mais precisos.

“Essas informações são úteis tanto para o governo, às prefeituras, produtores rurais e à população em geral. Será possível prever quando e onde irá chover com maior possibilidade de acerto. O governo pode se orientar por esses dados para determinar o período de piracema, para liberar ou proibir as queimadas controladas no Pantanal”, exemplificou.

Essas cinco plataformas, porém, não são suficientes para cobrir um território do tamanho de Mato Grosso do Sul, esclareceu Benedito Lázaro. “Cada plataforma abrange 50 quilômetros quadrados. Seriam necessárias pelo menos mais 25 para elaborar mapas meteorológicos com a máxima exatidão”, completou. Para tanto, o governo quer encontrar parceiros na iniciativa privada a fim de concluir a rede.
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV