Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Governador eleito André Puccinelli pesca no Pantanal

6 Out 2006 - 10h27
Cumprindo o que havia prometido durante a campanha, o governador eleito de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), 58, veio comemorar a vitória nas eleições, pescando em Corumbá, Em entrevista ao Corumbá On Line e ao jornal Gazeta Corumbaense, falou sobre os votos que recebeu na região pantaneira, terra do seu principal adversário na disputa ao Governo, o senador petista Delcídio do Amaral. Ele disse que não ficou satisfeito com os números, mas irá mostrar trabalho, para depois cobrar melhor votação.

“Num regime democrático as manifestações da população se fazem sem pressões e sem coações. Então, claro que você não gosta de ter recebido 16,96% dos votos em Corumbá e 19,04% em Ladário. Mas tem que aceitar a manifestação popular. Eu vou tomar como exemplo o que ocorreu em Campo Grande, em que ganhei uma disputa dificílima, mostrei serviço e depois na segunda eleição, juntaram quatro contra mim e apanharam de 69 a 31. A que eu reputo isso? Primeiro a uma manifestação democrática como foi a de Corumbá; segundo eu mostrei serviço, trabalhei, julgaram que eu fui competente e aí eu tive o prêmio depois na reeleição. A exemplo disso, nós vamos trabalhar, mostrar serviço, não só para Corumbá e Ladário, mas para todo o Estado, e depois fruto do serviço, ter o reconhecimento. Aí na frente, lá na segunda vez, eu vou cobrar: trabalhei quantitativamente bem, qualitativamente bem, com competência, aí eu quero prêmio. É justo que você tenha o reconhecimento. Eu sou muito menos conhecido que o Delcídio, que nasceu aqui. Em Fátima do Sul, eu tive a mesma votação 80%; em Rochedo 82%, em Figueirão 85%. Em mais de 15 municípios tive de 75 a 85 por cento. Quer dizer, o Delcídio poderia reclamar do mesmo jeito lá”, explicou.

Reeleição

O governador eleito também revelou que é favorável à reeleição. “Sou a favor da reeleição, mesmo porque é o povo quem decide. Para modificar a reeleição só se houvesse coincidência de mandatos. Ou cinco ou quando muito seis anos. Senador, deputado federal, estadual, governador, prefeito, presidente da República, vereador, tudo. Porque eleição a cada dois anos, como acontece hoje, quer queira, quer não, dá uma diminuída no ritmo do país, municípios, estados e se tem despesas. Sou adepto de que se a reeleição acabar, tem que acabar por conta da instituição, de um programa de cinco ou seis anos para todos, sem reeleição”, analisou.

Apoio de Delcídio

O governador eleito não acredita em “oposição radical”, por parte do senador petista Delcídio do Amaral. “Não acho que ninguém faça oposição radical; raivosa; oposição por oposição é reprovável. Oposição construtiva, se tiver algum erro, - mas não pretendo errar-, aí ele abre a boca e diz, que estou errado nisso. Se estiver errado, tenho que reconhecer, sempre fiz isso. A gente nunca pode ser presunçoso e dizer que tudo sabe. O Delcídio vai ter de se engajar entre os onze (da bancada federal) que quer trabalhar pelo estado de MS. Não duvido que ele queira trabalhar pelo Estado, Corumbá e Ladário”, frisou.

Puccinelli disse ainda, que após a semana de pescaria em Corumbá, vai chamar os 8 deputados federais eleitos e os três senadores. “Vamos nos reunir e ver o que as regiões precisam. Nosso projeto de governo prevê o plano de macro-zoneamento sócio-econômico-ambiental, para que o desenvolvimento aconteça de forma planejada, ordenada, setorizada, regionalizada, municipalizada. O Delcídio não vai se recusar a participar. Se ele se recusar, será mesquinho e não creio que ele tenha esse perfil”, comentou.

Eleição municipal

Questionado sobre o processo eleitoral de 2008, quando serão escolhidos vereadores e o próximo prefeito, Puccinelli fez questão de ressaltar que tem compromisso com o seu partido, o PMDB, mas disse que aprendeu, ao longo de sua carreira política, a ouvir a população antes de tomar qualquer decisão. “Você apóia, preferencialmente, gente do seu partido, no meu caso o PMDB”.

Puccinelli comentou os altos índices de aprovação obtidos pela administração do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, que é do PT e que provavelmente irá concorrer à reeleição. “Ele vem sendo reconhecido pela maioria dos moradores, com aprovação popular acima de 70%. Isso é inegável, é a população que diz e você não pode confrontar a opinião da população. Agora, se tivermos nomes fortes e que possam disputar a Prefeitura, pelo PMDB, em 2008, por que não apoiar o partido?”, esclareceu.

Pescaria é paixão antiga

Acampar em locais rústicos e pescar com tranqüilidade é um costume antigo de André Pucinelli. O futuro governador de Mato Grosso do Sul revelou que sempre gostou de relaxar dessa forma. Começou fisgando peixes pequenos nos rios da região de Fátima do Sul. O tempo passou e ele começou a navegar em águas mais profundas. Só nos rios do Pantanal, André pesca desde a década de 70. “Comecei a pescar nessa região, antes mesmo de eu ser deputado estadual pela primeira vez. Conheço bem os cardumes daqui”, brincou.

Questionado se costuma pegar peixes grandes, afirmou já ter capturado um jaú de 35 quilos, mas foi um pintado de 25 quilos que mais gostou de fisgar. “É um peixe brigador”, explicou. Apesar de ter se mostrado um profundo conhecedor de peixes e iscas, Pucinelli ficou devendo. Durante o tempo em que esteve com a reportagem, os peixes roubaram dele pelo menos 5 iscas. Pucinelli não fisgou nada. “Tem muita piranha nesse local”, justificou. O governador eleito veio à região com mais três amigos e ficou hospedado no Rancho do Gauchinho, de terça-feira até a manhã desta sexta-feira, 06 de outubro. Ele freqüenta o local desde 2000.

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro