Menu
SADER_FULL
terça, 2 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Geraldo Resende coordena bancada federal de MS

16 Mar 2007 - 10h59
O deputado federal Geraldo Resende (PPS) foi escolhido nesta quinta-feira, por unanimidade, para coordenar a bancada federal de Mato Grosso do Sul. O anúncio foi feito durante almoço oferecido em Brasília pelo governador André Puccinelli (PMDB) aos parlamentares sul-mato-grossenses. Resende vai coordenar a bancada formada pelos deputados federais Waldemir Moka (PMDB), Waldir Neves (PSDB), Dagoberto Nogueira Filho (PDT), Antonio Cruz (PP), Antonio Carlos Biffi, Vander Loubet (os dois do PT) e Nelson Trad (PMDB) e pelos senadores Delcídio Amaral (PT), Marisa Serrano (PSDB) e Valter Pereira (PMDB).

Resende foi o único a se habilitar para ocupar o cargo. Ele substitui Juvêncio César da Fonseca (PSDB), que ocupou a coordenação até o fim de janeiro, quando terminou seu mandato no Senado.

O nome do deputado douradense vinha cogitado para a coordenação desde o início do ano. Resende se dispôs a assumir a função, mas impôs como regrar que não houvesse disputa.

Geraldo assume a coordenação com o compromisso de ser o intermediário entre os interesses do governo estadual e da bancada federal com o governo do Lula, segundo nota distribuída ontem por sua assessor.

“Vamos trabalhar para que o esforço de todos se transforme em benefícios concretos para o nosso Estado e para a nossa população. Nosso empenho é para que o Mato Grosso do Sul receba do governo federal a atenção que merece”, afirmou Resende, através da assessoria.

VISIBILIDADE
Único deputado federal de Dourados reeleito em 2006, Geraldo Resende pode ter na coordenação da bancada a visibilidade que precisa para viabilizar sua candidatura a prefeito de seu município em 2008.

Filiado ao PPS desde que deixou o PSDB, ainda na década de 90 – quando exercia mandato de vereador em Dourados – Geraldo Resende tem admitido que pode, se for condição para receber o apoio de André Puccinelli, trocar a sigla socialista pelo PMDB.

Na coordenação da bancada, Resende vai conviver com ex-aliados e atuais adversários políticos. Eleito deputado estadual em 1998, o douradense ocupou a Secretaria de Saúde no primeiro governo de Zeca do PT. Na época, era aliado dos petistas. Atualmente o PPS de Mato Grosso do Sul é aliado do PSDB de Marisa Serrano e do PMDB de André Puccinelli.
 
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados